Música popular e fronteiras nacionais: o show Kalunga do Brasil e de Angola

Autores

DOI:

https://doi.org/10.31447/202165

Palavras-chave:

culturas nacionais, músicas populares Brasil e Angola, circulação transnacional da cultura, Guerra Fria

Resumo

Este artigo discute como as músicas nacionais-populares do Brasil e de Angola se relacionaram num espaço à escala transnacional de circulação da cultura. Para isto, toma como objeto uma digressão de músicos brasileiros em Angola, em 1980, denominada Projeto Kalunga. Propõe um percurso analítico que apreende o evento enquanto objeto heurístico, isto é, para investigar como se confrontaram as duas formações musicais nacionais nas suas estratégias de nacionalização e de internacionalização. Trata-se de um esforço comparativo entre as duas realidades, priorizando o exame das construções da música nacional e popular angolana no pós-independência, a partir de investigações de campo em Angola, levantamentos de fontes documentais e bibliográficas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2024-03-15

Como Citar

Mont’Alverne Barreto, M. . (2024). Música popular e fronteiras nacionais: o show Kalunga do Brasil e de Angola. Análise Social, 49(250), 30–55. https://doi.org/10.31447/202165

Edição

Secção

Artigos