Música dos índios brasileiros coletada no século XIX e primeira metade do século XX

Apropriações e releituras do colonizador e do músico ocidental

  • José D'Assunção Barros Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Resumo

Este artigo–unindo as perspectivas historiográfica, antropológica e musicológica–busca examinar aspectos fundamentais da música indígena brasileira, particularmente a sua dimensão social e a história de sua apropriação e restrição pela cultura ocidental. Busca-se, sobretudo, refletir sobre a inadequação de abordagens que – até à primeira metade do século XX e em alguns casos persistindo ainda hoje – examinaram a prática musical indígena a partir de critérios de escuta e de anotação exclusivamente calcados nos parâmetros ocidentais. O texto intenta refletir sobre as distorções que podem surgir com o deslocamento de uma determinada produção cultural para fora de seu contexto.

Biografia do Autor

José D'Assunção Barros, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
Professor da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (Brasil), nos cursos de Graduação e Pós-Graduação em História. Professor-Colaborador do Programa de Pós-Graduação em História Comparada da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Doutor em História pela Universidade Federal Fluminense.
Publicado
2019-01-02
Secção
Artigo de fundo