Estudo comparativo da organização das escolas de natação - Três casos versus três parâmetros do processo ensino-aprendizagem

  • Ana Cristina Santos

Abstract

O objectivo deste estudo foi diagnosticar as diferenças da organização de quatro escolas de natação, ao nível dos seguintes parâmetros: tempo de aula, número de alunos por turma e idade dos alunos versus nível de ensino, ao longo de sete meses. A amostra a que se refere o estudo foi constituída por trinta e uma (31) crianças, do escalão etário entre os quatro e os nove anos, sem qualquer tipo de experiência de adaptação ao meio aquático. Para o propósito utilizou-se uma ficha diagnostica da adaptação ao meio aquático. A análise descritiva dos dados recolhidos através da ficha de observação foram calculados através da média (X) e desvio padrão (sd). O estudo das diferenças das médias e o seu significado estatístico entre os três grupos que constituíram a amostra foi testado através do Teste-t-student, tendo sido utilizado o teste PLSD de Fisher com um nível de significância de 95% (P≤0,05). Os resultados indicam que os alunos da escola de natação de Valongo possuem uma melhor adaptação ao meio aquático do que os alunos das escolas de natação de S. J. da Madeira e Lamas. Nos parâmetros de equilíbrio e propulsão o nível de execuções no exercício de deslize na posição dorsal foi superior na escola de natação de S. J. da Madeira relativamente à da escola de natação de Lamas e que os alunos da escola de natação de Lamas apresentaram maiores dificuldades na imersão completado corpo, em relação aos alunos das escolas de S. J. da Madeira e Valongo. Os alunos da escola de natação de Valongo não executaram nenhum salto, o que provocou diferenças de médias estatisticamente significativas em relação às outras duas escolas, sendo a escola de Lamas a que apresenta melhores resultados.
Section
Original Article