A influência do carboidrato na ativação cerebral durante exercício físico

  • Gabriela Kaiser Fullin Castanho Faculdade de Educação Física, Universidade Estadual de Campinas
  • Eduardo Bodnariuc Fontes Universidade de Brasília
  • Brunno Machado de Campos Faculdade de Ciências Médicas, Universidade Estadual de Campinas
  • João Guilherme Cren Chiminazzo Faculdade de Educação Física, Universidade Estadual de Campinas
  • Paula Teixeira Fernandes Faculdade de Educação Física, Universidade Estadual de Campinas

Abstract

O uso de carboidrato (CHO) como suplemento nutricional está relacionado com melhor rendimento esportivo. Alguns estudos observaram relação entre consumo e ativação cerebral que influenciam o rendimento. Assim, o objetivo desse estudo foi avaliar a influência do consumo de CHO na ativação de determinadas áreas cerebrais durante exercício físico, realizado juntamente à aquisição de ressonância magnética funcional (RMf). Dez homens ciclistas (32,1 ± 4,1 anos, peso 76,8 ± 14,6 kg) realizaram um protocolo de exercício de pedalada, com alta intensidade (Escala de Borg), em cicloergômetro acoplado à ressonância magnética (RM) e, ingeriram 50g de CHO ou de placebo no intervalo de duas séries de exercício. A ingestão de CHO apresentou influência nas áreas cerebrais durante o exercício, ativando áreas relacionadas à tomada de decisões (insula) e motivação (sistema límbico) e desativando principalmente áreas motoras (lobo frontal) e de introspecção (precuneos). Com o consumo de placebo, também houve ativação de áreas importantes relacionadas à motivação do individuo (cíngulo posterior). Além disso, as áreas relacionadas com a iniciação e manutenção de movimento, localizadas no lobo frontal e cerebelo, apresentaram-se ativas. Com o CHO, áreas importantes para a manutenção do exercício foram ativadas (BOLD positivo), mostrando que a suplementação pode ter influência na ativação cerebral durante o exercício de forma que melhore o rendimento esportivo.

Published
2016-06-24
Section
Original Article