Clima de segurança no trabalho em unidade de atenção psicossocial: Perceção de trabalhadores de enfermagem

Autores

DOI:

https://doi.org/10.12707/RV21009

Palavras-chave:

cultura organizacional, segurança do paciente, saúde do trabalhador, acidentes de trabalho, saúde mental, enfermagem

Resumo

Enquadramento: O clima de segurança é um elemento mensurável da cultura de segurança. A partir da perceção dos profissionais é possível conhecer o contexto de segurança de uma organização.

Objetivo: Avaliar o clima de segurança e sua relação com acidentes/doenças de trabalho em unidade de atenção psicossocial.

Metodologia: Estudo quantitativo, inferencial com trabalhadores de enfermagem de uma Unidade de Atenção Psicossocial. Utilizou-se um questionário semiestruturado e a Escala de Clima de Segurança no Trabalho Hospitalar. Análise realizada no programa IBM SPSS Statistics.

Resultados: Quanto ao clima de segurança, o domínio com pior avaliação foi Apoio às práticas de trabalho e segurança. Houve associação entre o clima de segurança e as variáveis acidentes/doenças do trabalho, uso de medicamentos e afastamentos decorrentes do acidente/doença relacionada ao trabalho.

Conclusão: Existem fragilidades na cultura de segurança e estão relacionadas com o suporte para práticas de trabalho e segurança. Sofrer acidente/doença do trabalho, usar medicações e/ou ter que se afastar está associado às piores perceções do clima de segurança.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Alves, S. R., Santos, R. P., Gimenes, R. M., & Yamaguchi, M. U. (2016). Sobrecarga de trabalho da enfermagem em saúde mental. Revista Rene, 17(5), 684-690. https://doi.org/10.15253/2175-6783.2016000500014

Andrade, A. L., Silva, M. Z., & Netto, M. T. (2015). Clima de segurança no trabalho hospitalar: Adaptação de medida (ClimaSeg-H). Avaliação Psicológica, 14(2), 261-271. https://doi.org/10.15689/ap.2015.1402.11

Bordignon, M., & Monteiro, M. I. (2016). Violência no trabalho da enfermagem: Um olhar às consequências. Revista Brasileira de Enfermagem, 69(5), 939-942. https://doi.org10.1590/0034-7167-2015-0133

Brasaite, I., Kaunonen, M., Martinkenas, A., & Suominen, T. (2016). Health care professionals’ attitudes regarding patient safety: Cross-sectional survey. BMC Research Notes, 9(1), 177. https://doi.org/10.1186/s13104-016-1977-7

Brasil. Portaria n. 2.728, de 11 de novembro de 2009 do Ministério da Saúde. (2009). Diário Oficial da União. http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2009/prt2728_11_11_2009.html

Evangelista, R. A., Vasconcelos, D. P., Bueno, A. A., & Silva, L. A. (2018). Cultura de saúde e segurança dos trabalhadores de um hospital privado. Journal Health Npeps, 3(1), 118-131. http://dx.doi.org/10.30681/252610102903

Kelly, E. L., Subica, A. M., Fulginiti, A., Brekke, J. S., & Novaco, R. W. (2015). A cross-sectional survey of factors related to inpatient assault of staff in a forensic psychiatric hospital. Journal of Advanced Nursing, 71(5), 1110-1122. https://doi.org/10.1111/jan.12609

Machado, M. H., Aguiar Filho, W., Lacerda, W. F., Oliveira, E., Lemos, W., Wermelinger, M., Vieira, M., Santos, M. R., Souza Junior, P. B., Justino, E., & Barbosa, C. (2015). Características gerais da enfermagem: O perfil sociodemográfico. Enfermagem em Foco, 6(1/4), 11-17. https://doi.org/10.21675/2357-707X.2016.v7.nESP.686

Mohr, D. C., Schult , T., Eaton, J. L., & McPhaul, E. K. (2016) Integrated employee occupational health and organizational-level registered nurse outcomes. Journal of Occupational and Environmental Medicine, 58(5),466–470. https://doi.org/10.1097/JOM.0000000000000696

Nylander, B. V., Miranda, A. D., Rodrigues, M. R., Lopes, Y. T., & Peixoto, O. S. (2019). Prevalência de acidentes de trabalho em unidade psiquiátrica de referência. Pará Research Medical Journal, 3(3-4), e28. https://doi.org/10.4322/prmj.2019.028

Oliveira, I. C., Cavalcante, M. L., Aires, S. F., Freitas, R. J., Silva, B. V., Marinho, D. M., & Carvalho, R. E. (2018). Cultura de segurança: Percepção dos profissionais de saúde em um hospital mental. Revista Brasileira de Enfermagem, 71(5), 2316-2322. https://doi.org/10.1590/0034-7167-2018-0125

Paula, G. S., Oliveira, E. B., Silva, A. V., Souza, S. R., Fabri, J. M., & Guerra, O. A. (2018). Work-related violence in psychiatry in the perception of nursing workers. SMAD: Revista Eletrônica Saúde Mental Álcool E Drogas, 13(2), 86-92. https://doi.org/10.11606/issn.1806-6976.v13i2p86-92

Pinho, J. B. (2006). Comunicação nas organizações. Viçosa: Ed. UFV. 372p.

Salles, M. M., Ferreira D. S., & Lôbo I. M. (2019). Cultura de segurança: Percepção dos profissionais de enfermagem de um hospital de ensino. Brazilian Journal of health Review, 2(2), 1213-1219. https://www.brazilianjournals.com/index.php/BJHR/article/view/1331

Santos, S. V., Macedo, F. R., Silva, L. A., Resck, Z. M., Nogueira, D. A., & Terra, F. D. S. (2017). Acidente de trabalho e autoestima de profissionais de enfermagem em ambientes hospitalares. Revista Latino-Americana de Enfermagem, 25, e2872. https://doi.org/10.1590/1518-8345.1632.2872

Gonçalves, K. O., Rocha, R. G., Assad, L. G., Tavares, J. M., & Marta, C. B. (2019). Riscos e circunstâncias de acidentes com material biológico com o trabalhador de enfermagem. Revista Enfermagem Atual In Derme, 87(25). https://doi.org/10.31011/reaid-2019-v.87-n.25-art.195

Vieira, G. (2017). Agressão física contra técnicos de enfermagem em hospitais psiquiátricos. Revista Brasileira de Saúde Ocupacional, 42, 1-9. https://doi.org/10.1590/2317-6369000004216

Publicado

2022-01-11

Como Citar

Freitas, E. de O., Flores, A. do N. D., Antunes, L. D., Foggiato, T., Cunha, Q. B. da, & Siqueira, D. F. de. (2022). Clima de segurança no trabalho em unidade de atenção psicossocial: Perceção de trabalhadores de enfermagem. Revista De Enfermagem Referência, 5, 1–10. https://doi.org/10.12707/RV21009

Edição

Secção

Artigos de Investigação