Burnout ou o sonho médico roubado?

  • João Paulo Azenha Pina Unidade de Cuidados Intensivos do Hospital do Santo Espírito da Ilha Terceira

Resumo

Fonte e destino de mensagens transformadoras, em muito, geradas por uma actividade económica e política intensas e suportando a responsabilidade duma intervenção social reconhecidamente significativa e de grande visibilidade, o Médico tornou-se um alvo fácil e manipulável. O autor procura trazer para a consciência o Médico enquanto fruto dum processo de individuação único inspirado no sofrimento humano e numa responsabilidade singular que passa incólume entre os apelos seculares duma sociedade em transformação. Manter a Dignidade duma missão única na sua relação com os outros seres humanos e com a própria Natureza é resgatar o sonho que a Medicina não pode perder. E isso, mais uma vez, está nas mãos dos médicos e apenas dos médicos.

Downloads

Dados de Download não estão ainda disponíveis.

Biografia do Autor

João Paulo Azenha Pina, Unidade de Cuidados Intensivos do Hospital do Santo Espírito da Ilha Terceira

Nasceu em Coimbra em 20 de Agosto de 1958 Licenciado em Medicina pela Universidade de Coimbra, fez o Internato Geral no Hospital do Santo Espírito de Angra do Heroísmo e o Internato Complementar de Anestesiologia no Hospital de S. João, no Porto. Dedica-se em exclusividade ao exercício da Medicina Intensiva desde 1997. É Chefe de Serviço de Anestesiologia, Coordenador de Doação e Colheita de Órgãos para Transplantação no HSEIT e desde 2015 é o Director da Unidade de Cuidados Intensivos Polivalente. A utilização da ultrassonografia na prática clínica é um dos seus principais campos de interesse.  Tem dedicado uma grande parte do seu tempo ao estudo e divulgação da Bioética e Doente Crítico.

Publicado
2018-12-15
Como Citar
Pina, J. P. (2018). Burnout ou o sonho médico roubado?. Revista Da Sociedade Portuguesa De Anestesiologia, 27(4), 92-94. https://doi.org/10.25751/rspa.15522