A adesão ao regime terapêutico do idoso com doença crónica

contributos para uma revisão sistemática da literatura

Autores

  • Helena Isabel Gonçalves Almeida Hospital Nossa Senhora da Graça, Tomar, Portugal
  • Ana Rita Fernandes de Sousa Maternidade Dr. Alfredo da Costa, Lisboa, Portugal
  • Patrícia Pontífice Sousa Universidade Católica Portuguesa, Lisboa, Portugal https://orcid.org/0000-0003-0749-9011

DOI:

https://doi.org/10.48492/servir025-6.23471

Palavras-chave:

idoso, adesão, regime terapêutico

Resumo

A evolução da Medicina e o aumento da esperança média de vida levou ao aumento da população idosa e ao surgimento de doenças crónicas. Ser idoso e portador de doença crónica implica mudança de hábitos de vida e o recurso a fármacos.

Objetivos: Identificar intervenções de enfermagem promotoras de adesão ao regime terapêutico no idoso com doença crónica.

Método: Revisão sistemática da literatura, selecionando-se 5 artigos, publicados entre 2010 e 2015, encontrados em bases de dados eletrónicas, com avaliação crítica dos resultados dos mesmos.

Resultados: a avaliação inicial do idoso com doença crónica, a educação para a saúde, a inclusão do idoso e da pessoa significativa devem ser aspetos incluídos na intervenção de enfermagem.

Conclusões: A intervenção do enfermeiro como ator privilegiado, junto do idoso com doença crónica, é essencial na capacitação para a   adesão ao regime terapêutico.

Referências

Pinto APP, José HMG. Hipertensão arterial e adesão ao regime terapêutico nos cuidados de saúde primários. Rev Enfermagem UFPE online 2012; 6(7), 1638-47.Disponível em: https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/view/7215

Dias AM, Cunha M, Santos A, et al. Adesão ao regime Terapêutico na Doença Crónica: Revisão da Literatura. Revista Millenium 2011;40, 201-219. Disponível em: https://revistas.rcaap.pt/millenium/article/view/8228

Henriques MAP. Adesão ao regime medicamentoso em idosos na comunidade Eficácia das intervenções de enfermagem. Doutoramento em Enfermagem, Universidade de Lisboa (2011).

Landim MP, Oliveira CJ, Abreu RNDC et al. Adesão ao tratamento farmacológico anti-hipertensivo por pacientes de unidade da estratégia saúde da família. Rev APS 2011; 14(2), 132-138. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/aps/article/view/14723

Conselho Internacional de Enfermeiros. CIPE: Classificação Internacional para a Prática de Enfermagem – Versão 2015. ISBN: 978-989-8444-35-6

Silva MJR.O ser humano e adesão ao regime terapêutico – um olhar sistémico sobre o fenómeno. Tese de Mestrado em Ciências de Enfermagem, Universidade Católica Postuguesa, Lisboa (2008)

Nascimento ACCG, Alves ACP, Almeida AIM et al. Características da adesão terapêutica em pessoas com Hipertensão Arterial e identificação do diagnóstico de enfermagem “Falta de Adesão” na atenção primária. Rev APS 2013; 16 (4), 365-377. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/aps/article/view/15258

Tanqueiro, Maria Teresa de Oliveira Soares (2013). A gestão do autocuidado nos idosos com diabetes: revisão sistemática da literatura. Revista Referência

Santos WA, Piteira ARS, Fernandes LFGB, et al. Envelhecimento e adesão terapêutica como foco de atenção educativa em enfermagem no intercâmbio estudantil internacional. Rev Enfermagem UFPE online 2015; 9 (2), 875-886. Disponível em: https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/view/10412

Ownby RL, Hertzog C, Czaja SJ. Relations between cognitive status and medication adherence in patients treated for memory disorders. Ageing Res 2012; 3(1). Disponível em: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3933210/

Downloads

Publicado

2017-12-31

Como Citar

Almeida, H. I. G., Sousa, A. R. F. de, & Sousa, P. P. (2017). A adesão ao regime terapêutico do idoso com doença crónica: contributos para uma revisão sistemática da literatura. Servir, 59(5-6), 87–92. https://doi.org/10.48492/servir025-6.23471

Edição

Secção

Artigos