Atrasos motores em crianças desfavorecidas socioeconomicamente. Um olhar Bioecológico

  • Francisco Salviano Sales Nobre Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia - IFCE Campus Juazeiro do Norte
  • Paulo Felipe Ribeiro Bandeira Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS Grupo de Pesquisa Avaliações e Intervenções Motoras
  • Nadia Cristina Valentini Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS Grupo de Pesquisa Avaliações e Intervenções Motoras

Abstract

Apoiado no Modelo Bioecológico, o objetivo do estudo foi investigar como os processos proximais eram conduzidos para desenvolver as habilidades motoras fundamentais nos microssistemas escola e projetos sociais esportivos e, verificar se a competência motora das crianças nessas habilidades motoras direcionava seu engajamento em outros contextos (intercâmbio social). Crianças do Ensino Fundamental I de um município localizado no Semiárido do Brasil foram avaliadas através do Test of Gross Motor Development-2. A investigação do contexto de desenvolvimento e dos processos proximais realizou-se por meio de observação assistemática não participante e entrevistas a professores de educação física em diferentes escolas e comunidades. As entrevistas foram analisadas mediante o uso do Discurso do Sujeito Coletivo. Os resultados evidenciam uma prevalência de 100 % de atrasos motores; desempenhos mais pobres foram evidenciados por meninas e em crianças não assistidas por programas sociais esportivos. A carência de aulas de educação física na escola e de propostas pedagógicas para promover o desenvolvimento de habilidades motoras foi observada no contexto, contribuindo para os atrasos detetados. Os microssistemas escolas e programas sociais são influenciados pela omissão do poder público (exo e macrosistemas), repercutindo no desempenho das crianças investigadas.

Published
2016-10-13
Section
Original Article