O cuidar em humanitude

uma perspetiva confortadora

Autores

  • Sónia Cristina Teixeira Batista Enfermeira no Hospital de São Francisco Xavier Centro Hospitalar Lisboa Ocidental E.P.E, Estudante no Instituto de Ciências da Saúde Universidade Católica Portuguesa de Lisboa
  • Joana Nogueira Gameiro Capaz Enfermeira no Hospital de São Francisco Xavier Centro Hospitalar Lisboa Ocidental E.P.E, Estudante no Instituto de Ciências da Saúde Universidade Católica Portuguesa de Lisboa;
  • Patrícia Cruz Pontífice Sousa Valente Ribeiro Professora Doutora, Professora Auxiliar no Instituto de Ciências da Saúde Universidade Católica Portuguesa de Lisboa

DOI:

https://doi.org/10.48492/servir021-2.24492

Palavras-chave:

idoso, cuidados de enfermagem, humanitude, conforto

Resumo

Objetivo: Sintetizar o conhecimento científico sobre o método de cuidados de humanitude no cuidar à pessoa idosa.

Método: Revisão integrativa da literatura disponível nas bases de dados CINAHL, LILACS e SciELO, por meio de descritores: Humanitude, Cuidado, Enfermagem, ligados pelo operador booleano and, em português, espanhol e inglês, publicados no período de 2006 a 2017. Totalizando sete estudos selecionados, seguindo critérios de inclusão e exclusão.

Resultados: Da análise emergiram três eixos temáticos sobre o método de cuidados de humanitude: Importância que os enfermeiros conferem ao método; Aplicação do método nos cuidados de enfermagem; e Formação do método de cuidados de humanitude nos profissionais de saúde.

Conclusões: Nesse sentido, este estudo poderá contribuir para uma reflexão e mudança de prática dos profissionais de enfermagem frente à necessidade do respeito e da preservação da autonomia do idoso, bem como reestruturação de programas de ensino e formação nas instituições.

Referências

Ribamar Medeiros Lima Junior, José Lima Sardinha, A. H., Hisako Takase Gonçalves, L., Portela Silva Coutinho, N., Pereira Pasklan, A. N., & Alves dos Santos, M. (2015). Cuidados de enfermagem e satisfação de idosos hospitalizados. O Mundo Da Saúde, 39(4), 419–432. https://doi.org/10.15343/0104-7809.20153904419432

Costa, A. C., & Gil, A. P. (2011). Os Enfermeiros e as Representações Sociais Sobre o Envelhecimento: Implicações nos cuidados promotores da autonomia da pessoa idosa hospitalizada. Universidade Nova de Lisboa - Faculdade de Ciência Médicas.

Simões, M. M. M. (2014). Cuidar Humanitude, Enfermagemneurorrelacional (1a edição). Coimbra.

Phaneuf, M. (2007). Le concept d’humanitude: une application aux soins infirmiers généraux. Retrieved from http://cec-formation.net.pagesperso-orange.fr/phaneuf.pdf

Apóstolo, J. L. (2009). O conforto nas teorias de enfermagem: análise do conceito e significados teóricos. Revista Referência, 2a Série(9), 61–67.

Kolcaba, K. (2003). Comfort theory and pratice: a vision for holistic health care and research. (S. P. Company, Ed.). New York.

Ribeiro, P. (2012). A Natureza Do Processo De Conforto Do Doente Crónico Em Contexto Hospitalar. Universidade Católica Portuguesa. Instituto de Ciências da Saúde

Gineste, Y.; Pellissier, J. (2008). Humanitude, compreender a velhice, cuidar dos Homens velhos. Lisboa: Piaget Editora.

Souza, M. T. de, Silva, M. D. da, & Carvalho, R. de. (2010). Integrative review: what is it? How to do it? Einstein (São Paulo, Brazil), 8(1), 102–6. https://doi.org/10.1590/S1679-45082010RW1134

Simões, M., Rodrigues, M., & Salgueiro, N. (2008). O significado da filosofia da humanitude , no contexto dos cuidados de enfermagem à pessoa dependente e vulnerável. Revista Referencia, série 2 nu(7), 97–105.

Simões, M., Rodrigues, M., & Salgueiro, N. (2011). Importância e aplicabilidade aos cuidados de enfermagem do método de Cuidados de Humanitude Gineste - Marescotti ®. Revista Referência, 3(4), 69–79.

Simões, M., Salgueiro, N., & Rodrigues, M. (2012). Cuidar em Humanitude: estudo aplicado em cuidados continuados. Revista de Enfermagem Referência, III Série(no 6), 81–93. https://doi.org/10.12707/RIII1177

Biquand, S., & Zittel, B. (2012). Care giving and nursing, work conditions and humanitude ®. Work, 41(SUPPL.1), 1828–1831. https://doi.org/10.3233/WOR-2012-0392-1828

Araújo, R., Galvão, A., & Martins, P. (2014). Humanitude: Uma Ferramenta do Cuidar em Cuidados Continuados - O olhar do Educador Social.

Costa, O., Galvão, A., & Baptista, G. (2014). “ Novos Olhares na Saúde ” - Humanitude: empreender qualidade em saúde, 1(1), 322–334.

Melo, R., Queirós, P., Tanaka, L. H., Salgueiro, N., Alves, R., Araújo, J., & Rodrigues, M. (2017). State-of-the-art in the implementation of the Humanitude care methodology in Portugal. Revista de Enfermagem Referência, 4(13), 53–62.

Marques, F. B. (n.d.). Tipos de Estudos Científicos e Níveis de Evidência.

Rappo, I. (2007). Comment les soignants en soins infirmiers conservent-ils l’humanitude des patients comateux durant leurs interventions?, 1–83. Retrieved from http://doc.rero.ch/record/8577

Downloads

Publicado

2019-12-31

Edição

Secção

Artigos