Consumo de café em pessoas hipertensas

revisão sistemática e meta- Análise

Autores

  • Rosa Gomes Unidade de Cuidados na Comunidade São Pedro do Sul, Portugal https://orcid.org/0000-0001-8169-0944
  • Madalena Cunha Politécnico de Viseu, Escola Superior de Saúde, Viseu, Portugal; UICISA: E, ESEnfC, Coimbra; SIGMA – Phi Xi Chapter, ESEnfC, Coimbra, Portugal; CIEC- UM, Braga, Portugal https://orcid.org/0000-0003-0710-9220

DOI:

https://doi.org/10.48492/servir0201.25670

Palavras-chave:

café, cafeína, hipertensão, pressão arterial

Resumo

Introdução: A Hipertensão Arterial (HTA) é uma das principais causas de morte a nível mundial sendo urgente intervir nos seus fatores de risco como forma deprevenção e tratamento. A associação entre a ingestão de café e a HTA tem feito com que os profissionais de saúde o desaconselhem.

Objetivo: Avaliar o efeito do consumo do café na Pressão Arterial (PA) sistólica e diastólica em pessoas adultas e idosas com HTA.

Métodos: Foi realizada uma revisão sistemática da literatura com metanálise que obedeceu aos princípios propostos pelo Cochrane Handbook. A análise crítica, a extração e a síntese dos dados foi efetuada por dois investigadores isoladamente, a metanálise foi realizada com recurso ao software RevMan 5.3.5.

Resultados: Foram incluídos três Ensaios Clínicos Randomizados (RCT) e dois estudos de coorte, abrangendo 264 e 1919 indivíduos, respetivamente. Os resultados da metanálise, que incluiu os RCT, indicam que a ingestão de café com Hidroxihidroquinona (HHQ) reduzida apresenta um efeito benéfico na PAsistólica (MD= -2.60; 95% Cl=-4.81, -0.39; p=0.02) e na PA diastólica (MD= -1.30; 95% Cl=-1.67, -0.93; p<0.01). Os restantes estudos demonstram que na população adulta com HTA o consumo de café não interfere com a PA, contudo o consumo de café superior a três chávenas por dia está associado ao risco de HTA. Nos indivíduos idosos com HTA a ingestão de café superior a três chávenas aumenta a PA e a possibilidade de PA descontrolada.

Conclusão: Nos indivíduos com HTA é desaconselhado um consumo de café superior a três chávenas por dia. A ingestão de café com HHQ reduzida é aconselhada.

Referências

Bøhn, S. K., Ward, N. C., Hodgson, J. M., & Croft, K. D. (2012). Effects of tea and coffee on cardiovascular disease risk. Food & Function, 3(6), 575. doi.org/10.1039/c2fo10288a

Bugalho, A. & Carneiro, A. V. (2004). Intervenções para aumentar a adesão terapêutica em patologias crónicas. Centro de Estudos de Medicina Baseada na Evidência. Lisboa: CEMBE. Acedido em http://cembe.org/avc/docs/NOC de Adesão a Patologias Crónicas. CEMBE 2004.pdf

Carneiro, A. V. (2008). O exemplo da avaliação crítica de um ensaio clínico. Jornal Português de Gastrenterologia, 15(2), 30–36

Chikama, A., Yamaguchi, T., Ochiai, R., Kataoka, K., & Tokimitsu, I. (2008). Effects of Hydroxyhydroquinone-reduced Coffee on Blood Pressure in High-normotensives and Mild Hypertensives. Journal Of Health Science, 54(2), 162–173. doi.org/10.1248/jhs.54.162

Higgins, J. P., & Green, S. (2011). Cochrane handbook for systematic reviews of interventions: version 5.1.0. (The Cochrane Collaboration, Ed.). London. Acedido em www.cochrane-handbook.org

Joanna Briggs Institute. (2014). Joanna Briggs Institute Reviewers’ Manual: 2014 edition. Australia: The Joanna Briggs Institute. Acedido em www.joannabriggs.org

Lopez-Garcia, E., Orozco-Arbeláez, E., Leon-Muñoz, L. M., Guallar-Castillon, P., Graciani, A., Banegas, J. R., & Rodríguez- Artalejo, F. (2016). Habitual coffee consumption and 24-h blood pressure control in older adults with hypertension. Clinical Nutrition. doi.org/10.1016/j.clnu.2016.03.021

Mancia, G., Fagard, R., Narkiewicz, K., Redon, J., Zanchetti, A., Böhm, M., … Zannad, F. (2013). 2013 ESH/ESC Guidelines for the management of arterial hypertension. Blood Pressure, 22(4), 193–278. doi.org/10.3109/08037051.2013.812549

Mesas, A. E., Leon-Munoz, L. M., Rodriguez-Artalejo, F., & Lopez-Garcia, E. (2011). The effect of coffee on blood pressure and cardiovascular disease in hypertensive individuals: a systematic review and meta-analysis. American Journal of Clinical Nutrition, 94(4) 1113–1126. doi.org/10.3945/ajcn.111.016667

Ochiai, R., Chikama, A., Kataoka, K., Tokimitsu, I., Maekawa, Y., Ohishi, M., … Mikami, H. (2009). Effects of hydroxyhydroquinone-reduced coffee on vasoreactivity and blood pressure. Hypertension Research, 32(11), 969– 974. doi.org/10.1038/hr.2009.132

Palatini, P., Fania, C., Mos, L., Garavelli, G., Mazzer, A., Cozzio, S., … Casiglia, E. (2016). Coffee consumption and risk of cardiovascular events in hypertensive patients. Results from the HARVEST. International Journal of Cardiology, 212, 131–137. doi.org/10.1016/j.ijcard.2016.03.006

Santos, E. J. F., & Cunha, M. (2013). Interpretação crítica dos resultados estatísticos de uma meta-análise: estratégias metodológicas. Millenium, 44, 85–98. Acedido em hdl.handle.net/10400.19/2273

World Health Organization. (2014). Global status report on noncommunicable diseases 2014. Geneve: WHO. Acedido em http://www.who.int/nmh/publications/ncd-status-report2014/en/

Yamaguchi, T., Chikama, A., Mori, K., Watanabe, T., Shioya, Y., Katsuragi, Y., & Tokimitsu, I. (2008). Hydroxyhydroquinone- free coffee: A double-blind, randomized controlled dose–response study of blood pressure. Nutrition, Metabolism and Cardiovascular Diseases, 18(6), 408–414. doi.org/10.1016/j.numecd.2007.03.004

Downloads

Publicado

2021-12-30

Edição

Secção

Artigos