Evolução do pensamento, raciocínio e desempenho em alunos do ensino superior

  • Emília da Conceição Figueiredo Martins Instituto Politécnico de Viseu, Portugal
  • Joaquim Armando Gomes Ferreira Universidade de Coimbra, Portugal

Resumo

O estudo aqui apresentado insere-se no contexto do crescente interesse sobre o impacto do ensino superior no desenvolvimento cognitivo do estudante, despoletado não só pela psicologia do desenvolvimento, mas também pela mudança de paradigma de formação no ensino superior,
assente nos desafios da globalização e consolidada na Declaração de Bolonha. Nesse sentido, acompanhámos uma amostra de alunos do ensino superior politécnico, ao longo de três anos lectivos consecutivos, com avaliações do pensamento (Perry, 1970), raciocínio (conteúdos numérico e verbal) e desempenho académico (média de classificações e unidades de crédito realizadas). Os resultados remetem para uma evolução favorável do raciocínio, o mesmo não acontecendo ao pensamento, em que se constatam descidas nos níveis de relativismo e compromisso atingidos, não obstante a diminuição do pensamento dualista significar melhorias cognitivas neste domínio. Daqui decorrem implicações que exigem discussão/reflexão sobre modelos e processos de ensino/aprendizagem, no âmbito da avaliação interna de cada estabelecimento.

Palavras-chave
Ensino superior; Desenvolvimento cognitivo; Desempenho

Downloads

Dados de Download não estão ainda disponíveis.
Como Citar
Martins, E. da C., & Ferreira, J. A. (1). Evolução do pensamento, raciocínio e desempenho em alunos do ensino superior. Revista Portuguesa De Educação, 24(1), 213-246. https://doi.org/10.21814/rpe.3046
Secção
Artigos