Qualidade higiénica do leite de caprinos da raça Serrana, ecótipo Ribatejano, explorados na região do Ribatejo e Oeste

Autores

  • Andreia Pires Instituto Politécnico de Santarém
  • Pedro Sobral Instituto Politécnico de Santarém
  • António Gomes Instituto Politécnico de Santarém
  • Paulo Pardal Instituto Politécnico de Santarém

DOI:

https://doi.org/10.25746/ruiips.v3.i4.14375

Resumo

É analisada a qualidade higiénica de leite de cabra proveniente de efetivos da raça Serrana, ecótipo Ribatejano, das regiões do Ribatejo e do Oeste. O estudo incidiu sobre dezasseis efetivos do total de trinta e dois inscritos no Livro Genealógico e sediados nestas regiões. Obtiveram-se dados relativos às contagens de microrganismos e de células somáticas, disponibilizados pelas empresas Queijo Saloio S.A. e Santiago & Santiago S.A., responsáveis pela recolha do leite.

As amostras de leite analisadas registaram valores médios de contagem de microrganismos muito superiores ao valor estipulado pela União Europeia (1.500.000 UFC/mL, para leite destinado a transformação com tratamento térmico). No que concerne a contagem de células somáticas, também os valores registados ultrapassaram consideravelmente o valor limite requerido pelas entidades responsáveis pela recolha do leite.

Na origem da fraca qualidade higiénica do leite observada estão, certamente, as deficientes condições em que a ordenha e/ou a conservação do leite são realizadas, bem como o estado de saúde do úbere dos animais, havendo necessidade de desenvolver algum trabalho de sensibilização junto dos criadores.

Biografias Autor

Andreia Pires, Instituto Politécnico de Santarém

Licenciada em Engenharia da Produção Animal pela Escola Superior Agrária de Santarém

Pedro Sobral, Instituto Politécnico de Santarém

Licenciado em Engenharia da Produção Animal pela Escola Superior Agrária de Santarém

António Gomes, Instituto Politécnico de Santarém

Escola Superior Agrária de Santarém, Departamento de Ciências Agrárias e Ambiente, Área Científica de Produção Animal e Ciências Veterinárias

Paulo Pardal, Instituto Politécnico de Santarém

Escola Superior Agrária de Santarém, Departamento de Ciências Agrárias e Ambiente, Área Científica de Produção Animal e Ciências Veterinárias

Downloads

Publicado

2015-11-23

Edição

Secção

Artigos