A EFETIVIDADE DA EDUCAÇÃO PARA A SAÚDE NA CAPACITAÇÃO DA PESSOA NO CONTROLO DA HIPERTENSÃO ARTERIAL

Autores

  • Rita Isabel Hipólito Instituto Politécnico de Santarém
  • Irene Santos Instituto Politécnico de Santarém
  • Anabela de Jesus Cândido Instituto Politécnico de Santarém

DOI:

https://doi.org/10.25746/ruiips.v9.i1.24837

Palavras-chave:

Educação para a Saúde, Enfermagem, Hipertensão Arterial, Intervenção na Comunidade.

Resumo

Este artigo adveio do trabalho realizado para a aquisição do grau de mestre em enfermagem comunitária, e refere-se ao estágio realizado na Freguesia de Ulme, Concelho da Chamusca. Um estilo de vida saudável ajuda a controlar a Hipertensão Arterial e reduzir o risco de doenças cardiovasculares e cerebrovasculares; a educação para a saúde é uma estratégia importante na capacitação para escolhas apropriadas. O Modelo de Sistemas de Betty Neuman fundamenta a intervenção desenvolvida, no reforço das linhas de resistência da Comunidade, sensibilizando para a adoção de estilos de vida saudáveis. Foi realizada uma revisão sistemática de literatura, através do método PI[C]OD, com a questão: Existe efetividade da educação para a saúde na capacitação da pessoa no controlo da Hipertensão Arterial? Verificou-se que, o desenvolvimento de programas de educação para a saúde é efetivo na capacitação das pessoas no controlo da Hipertensão Arterial, promovendo uma mudança nos comportamentos e uma melhoria do estilo de vida.

Downloads

Publicado

2021-06-21