Avaliação Crítica de Um Estudo de Avaliação Económica (Parte I): Tipologias de Estudos. Estudos de CustoBenefício

  • Luís Filipe Azevedo 1 MEDCIDS – Departamento de Medicina da Comunidade, Informação e Decisão em Saúde, Faculdade de Medicina da Universidade do Porto, Universidade do Porto, Porto, Portugal. 2 CINTESIS – Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde, Porto, Portugal. 3 Centro Nacional de Observação em Dor, Faculdade de Medicina da Universidade do Porto, Porto, Portugal.
  • Bernardo Sousa-Pinto 1 MEDCIDS – Departamento de Medicina da Comunidade, Informação e Decisão em Saúde, Faculdade de Medicina da Universidade do Porto, Universidade do Porto, Porto, Portugal. 2 CINTESIS – Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde, Porto, Portugal
Palavras-chave: Análise Custo-Benefício; Estudos de Avaliação; Investigação Biomédica; Modelos Económicos

Resumo

Os estudos de avaliação económica constituem ferramentas valiosas e indispensáveis na avaliação de tecnologias de saúde, procurando ter em consideração (mas não exclusivamente) os seus custos. De facto, existem diferentes tipos de estudo de avaliação económica, sendo desde logo possível classifica-los em “avaliações económicas incompletas/parciais” e “avaliações económicas completas”. Enquanto as avaliações incompletas/parciais visam apenas uma quantificação de custos, as avaliações económicas completas têm em consideração os custos e consequências (i.e., “resultados clínicos e efectividade”) das alternativas em apreço. Este último grupo inclui os estudos de custo-benefício, custo-efectividade, e custo-utilidade, os quais diferem no modo como as consequências são expressas. Os estudos de custo-benefício caracterizam-se pelo facto de as consequências (assim como os custos) serem expressas em unidades monetárias. Tal permite, por exemplo, avaliar se os benefícios (ganhos expressos em unidades monetárias) de uma dada alternativa ultrapassam os seus custos. Embora os estudos de custo-benefício possam ser mais facilmente interpretados pelos decisores, a valorização monetária de consequências (tais como o ganho de anos de vida ou de qualidade de vida) não é isenta de controvérsias – esta valorização tipicamente tem por base os métodos do capital humano, de valorização contingente ou das preferências declaradas, cada um com limitações inerentes.

Downloads

Dados de downloads ainda não estão disponíveis.

Referências

1. Husereau D, Drummond M, Petrou S, Carswell C, Moher D, Greenberg D, Augustovski F, Briggs AH, Mauskopf J, Loder E; ISPOR Health Economic Evaluation Publication Guidelines-CHEERS Good Reporting Practices Task
Force. Consolidated Health Economic Evaluation Reporting Standards (CHEERS)--explanation and elaboration: a report of the ISPOR Health Economic Evaluation Publication Guidelines Good Reporting Practices Task Force. Value Health. 2013;16:231-50.
2. Drummond MF, Sculpher MJ, Torrance GW, O’Brien BJ, Stoddart GL. Methods for the Economic Evaluation of Health Care Programmes. 3rd ed. Oxford: Oxford University Press; 2005.
3. Rudmik L, Drummond M. Health economic evaluation: Important principles and methodology. Laryngoscope. 2013;123:1341-7. doi: 10.1002/lary.23943.
4. Carvalho B, Tan J, Macario A, El-Sayed YY, Sultan P. A cost analysis of neuraxial anesthesia to facilitate external cephalic version for breech fetal presentation. Anesth Analg. 2013;117:155-9. doi: 10.1213/ANE.0b013e31828e5bc7.
5. Azevedo LF, Costa-Pereira A, Mendonça L, Dias CC, Castro-Lopes JM. The economic impact of chronic pain: a nationwide population-based cost-of-illness study in Portugal. Eur J Health Econ. 2016;17:87-98. doi: 10.1007/s10198-014-0659-4.
6. Ho PT, Carvalho B, Sun EC, Macario A, Riley ET. Cost-benefit analysis of maintaining a fully stocked malignant hyperthermia cart versus an initial dantrolene treatment dose for Maternity Units. Anesthesiology. 2018;129:249-
59. doi: 10.1097/ALN.0000000000002231.
7. Griffin RC. The Fundamental principals of cost-benefit analysis. Water Resources Researc. 1998;34:2063-71.
8. Kneisner TJ, Viscusi WK, Woock C, Ziliak JP. The Value of a Statistical Life. Evidence from a Panel Data. Center for Policy Research: Working paper No. 122. 2011.
Publicado
2019-12-28
Como Citar
Azevedo, L. F., & Sousa-Pinto, B. (2019). Avaliação Crítica de Um Estudo de Avaliação Económica (Parte I): Tipologias de Estudos. Estudos de CustoBenefício. Revista Da Sociedade Portuguesa De Anestesiologia, 28(4), 254 - 257. https://doi.org/10.25751/rspa.19073