História da Sociedade Portuguesa de Anestesiologia

  • Jorge Tavares Professor catedrático jubilado de Anestesiologia, Faculdade de Medicina da Universidade do Porto, Portugal Chefe de Serviço aposentado, Serviço de Anestesiologia, Centro Hospitalar S. João, Porto, Portugal
Palavras-chave: Anestesiologia/história, Portugal, Sociedades Médicas/história

Resumo

A Sociedade Portuguesa de Anestesiologia (SPA), um dos pilares em que assentou aestratégia de implementação da especialidade em Portugal, foi fundada em 1955como secção da Sociedade de Ciências Médicas de Lisboa. Entre os seus objetivos,salientava-se o defender os interesses dos sócios e estimular o estudo da anestesiologiacomo disciplina bem individualizada. A trajetória da SPA foi feita de umconjunto de intervenções direcionadas aos seus objetivos. A sua primeira direçãoprocurou logo um lugar no mundo das suas congéneres europeias e mundiais daespecialidade, para o que participou da fundação da World Federation of Societiesof Anaesthesiologists (WFSA) e estabeleceu parcerias com congéneres estrangeira.A chegada dos especialistas formados na carreira médica nacional criada em 1968impôs a adoção de novas iniciativas, nomeadamente a organização de reuniõesnacionais, a primeira das quais em 1977 e a criação, em 1985, da Revista da SPA,publicação periódica destinada a ser o veículo privilegiado da produção científicados seus sócios. A participação da SPA na formação dos anestesiologistas portugueses,quer através de organizações próprias quer através da concessão de patrocíniosconstituiu a sua atividade mais saliente ao longo destes 50 anos. A partir de 2003,a SPA aprofundou a sua colaboração com o Colégio de Anestesiologia da Ordem dosMédicos. A partir de 2005, a SPA enveredou pala criação de secções temáticas e degrupos de trabalho com o objetivo de dinamizar e diversificar as suas intervenções.

Publicado
2015-12-06
Como Citar
Tavares, J. (2015). História da Sociedade Portuguesa de Anestesiologia. Revista Da Sociedade Portuguesa De Anestesiologia, 24(4), 98-104. https://doi.org/10.25751/rspa.7689
Secção
Artigo de Revisão Narrativa