RELAÇÕES FAMILIARES: A INFLUÊNCIA DO VIRTUAL

  • Magnus Thomazini Programa de Mestrado Profissional em Educação da Universidade Municipal de São Caetano do Sul, SP, Brasil.
  • Elias Goulart Programa de Mestrado Profissional em Educação da Universidade Municipal de São Caetano do Sul, SP, Brasil.
Palavras-chave: Educação, Tecnologias Digitais, Dispositivos Móveis, Distanciamento Familiar

Resumo

A preponderância das tecnologias digitais móveis (TDM) na vida cotidiana provoca influências em todas as dimensões da vida humana. Em particular, a vida em família também pode ser afetada pela presença dos celulares e demais dispositivos móveis, quase sempre de maneira prejudicial ou negativa. Este artigo teve o propósito de revelar a relação entre o apego às TDM e o afastamento das relações interpessoais familiares. Uma pesquisa exploratória foi realizada, por meio de questionário quantitativo, com aprofundamento qualitativo, junto aos alunos de uma Escola Municipal de Ensino Fundamental do município de São Caetano do Sul. Em linhas gerais, os alunos confirmaram passar a maior parte do tempo, fora da escola, envolvidos com algum dispositivo móvel. A análise focou a influência que esses aparelhos proporcionam nas relações entre esses educandos e seus familiares. Seguindo a pesquisa, os alunos foram orientados a desligar os dispositivos móveis, conversar com seus responsáveis procurando saber como foi o dia e anotar as reações, bem como o tempo de duração da ‘experiência’. Os resultados permitiram analisar a influência que os dispositivos móveis geram nas relações familiares e o quanto afetam nesta dinâmica.
Publicado
2018-06-30