O ensino particular na rede escolar do Estado Novo

  • Ana Teresa Santa-Clara Gabinete Coordenador da Rede de Bibliotecas Escolares – Ministério da Educação e Ciência
Palavras-chave: Ensino particular, Estado Novo, Anos 1950.

Resumo

Como reação à tendência centralizadora do Estado Novo e no intento de suprir as carências do sistema escolar desenvolvem-se, nas comunidades locais, iniciativas que procuram ir ao encontro da crescente procura educativa das populações. Se este movimento se sente no quadro do ensino público, ele tem o seu paralelo, por maioria de razão, no ensino particular. Por todo o país encontramos, nesta época, estabelecimentos de ensino particular de diversa origem, desde os tutelados pela Igreja católica, naturalmente maioritários, até estruturas escolares criadas por sindicatos e organizações profissionais.

Neste texto far-se-á uma sumária caracterização da rede do ensino particular nos anos 1950 do Estado Novo a partir de uma análise de dados para os anos letivos de 1953/54 e 1957/58, para os quais foram encontradas fontes primárias mais completas em informação. Será tida em conta a comparação com os números globais do ensino público, que começam a ser publicados com regularidade a partir de 1940 na sequência da criação do Instituto Nacional de Estatística.
Publicado
2014-05-20