Animação de recreios: projeto de intervenção em contexto escolar

  • Joana Campos Escola Superior de Educação de Lisboa-IPL/CIES-IUL
  • Susana Costa Animadora Sociocultural
Palavras-chave: Animação de Recreios, Educação Não-Formal, Animação Sociocultural.

Resumo

Com o presente texto pretende-se contribuir para o debate em torno da importância da ENF (Educação Não Formal) em contexto escolar, em concreto a importância da intervenção nos recreios escolares como estratégia de combate à violência e conflitualidade na escola. A análise apresentada é sustentada num projeto de estágio definido e implementado no último ano de licenciatura em Animação Sociocultural  (ASC), da ESELx. O projeto teve o seu desenvolvimento em contexto escolar, concretamente na animação de recreios, partindo da priorização das problemáticas diagnosticadas, que enfatizam as situações de violência na escola e os problemas de convivialidade entre pares, concretamente no momento e espaço dos recreios, reforçadas pela ausência de planos de intervenção da responsabilidade da escola e dos docentes.

A definição de estratégias de intervenção alicerçadas na ENF e os resultados da intervenção ocupam parte central do texto, na medida em que neles se sustenta a afirmação da importância da ENF em contexto escolar, como domínio de intervenção fundamental para o desenvolvimento de uma educação, que considere as experiências escolares dos alunos na sua globalidade. Por outro lado, os resultados conferem consistência à ideia da intervenção alicerçada na ENF em complementaridade com a EF (Educação Formal) na promoção da participação dos alunos nas atividades escolares, reconhecendo-lhes centralidade e capacidade para coletivamente contribuírem para a construção de uma melhor escola. Por fim, a conclusão relativa ao reconhecimento do contexto escolar como locus de desenvolvimento da prática profissional da ASC.
Publicado
2014-05-22