Pensar a Universidade dos próximos 20 anos através de uma metodologia de cenários

  • Isabel Alarcão Universidade de Aveiro, Portugal
  • José Tavares Universidade de Aveiro, Portugal
  • Óscar Mealha Universidade de Aveiro, Portugal
  • Dayse Neri Souza Centro Universitário Adventista de São Paulo, Brasil

Resumo

Neste artigo, os autores propõem-se relatar o processo e analisar os resultados de uma abordagem metodológica baseada na construção de cenários para perspetivar a Universidade do futuro nas dimensões da formação, inovação e pesquisa e em função da intensidade valorativa de um conjunto de marcadores: mentes, afetos, autonomia, tecnologias, métodos, organização, edifícios, financiamentos, contextos, equipamentos, comportamentos, empregabilidade, democraticidade e internacionalização, em estudo no âmbito do Projeto “Marcadores de formação, inovação e pesquisa para a Universidade de hoje e do próximo decénio”. O presente texto não incidirá sobre a substância da matéria em estudo, ou seja, como é vista a evolução da Universidade no futuro, mas sobre a metodologia de construção de cenários prospetivos em sessões que combinaram uma dinâmica de workshop com a de grupo focal, envolvendo professores, investigadores e estudantes. Analisar-se-ão as dificuldades e potencialidades desta abordagem, as limitações encontradas e os contributos para o estudo global. 

Palavras-chave: Universidade; Cenários; Grupos focais; Marcadores

 

ABSTRACT

In this paper the authors propose to report the process and analyse the results of a scenario-based methodological approach to perceive prospective views for the future of the University in what concerns to education, innovation and research and according to the value intensity given to a set of markers: minds, affects, autonomy, technologies, methods, organization, buildings, funding, contexts, equipments, behaviours, employability, democraticity and internationalization, under study in the Project “Markers of education, innovation and research for the University of today and of the next decade”. The focus of the present text is not the content under discussion, i.e. the prospective view of the evolution of the university in the future; it focuses on the methodology of construction of prospective scenarios in sessions with professors, researchers and students. The methodology of the sessions combined the dynamics of workshop and focus groups. The discussion of results focuses on difficulties, potentialities and limitations of the approach, as well as contributions for the global study. 

Keywords: University; Scenarios; Focus groups; Markers

 

 

 

Downloads

Dados de Download não estão ainda disponíveis.

Biografias do Autor

Isabel Alarcão, Universidade de Aveiro, Portugal

Isabel Alarcão (Universidade de Aveiro, Portugal)

 

Isabel Alarcão é licenciada em Filologia Germânica pela Universidade de Coimbra (P), mestre em Currículo e Instrução pela Universidade do Texas (EUA) e doutorada em Educação pela Universidade de Liverpool (UK) com equivalência pela Universidade de Aveiro onde realizou a sua agregação e lecionou até à sua aposentação. Exerceu também os cargos de Vice-Reitora e Reitora nessa instituição.

É conhecido o seu trabalho no âmbito da formação de professores, tendo influenciado o pensamento sobre o papel das Didáticas Específicas e dedicado muita atenção à teoria e à prática da Supervisão. É autora de vários livros e artigos sobre estas temáticas e sobre o ensino superior. É membro integrado do Centro de Investigação Didática e Tecnologia na Formação de Formadores (CIDTFF) da Universidade de Aveiro

José Tavares, Universidade de Aveiro, Portugal

José Tavares (Universidade de Aveiro, Portugal)

 

Professor Catedrático Jubilado da Universidade de Aveiro, doutorado em Filosofia pela Universidade Católica de Lovaina (Bélgica) e agregado em Psicologia da Educação pela Universidade de Aveiro, Portugal. Autor de Psicologia do Desenvolvimento e Aprendizagem (1985), Uma Sociedade que Aprende e se Desenvolve (1996), Formação e Inovação no Ensino Superior (2003), Manual de Psicologia de Desenvolvimento e Aprendizagem (2007), O Poder Mágico de Conhecer e Aprender (2011), Ontem e Amanhã na Universidade em Discurso Direto (2017), entre outros títulos de livros, capítulos de livros e artigos em revistas nacionais e internacionais

Óscar Mealha, Universidade de Aveiro, Portugal
Óscar Mealha (Universidade de  Aveiro)
Dayse Neri Souza, Centro Universitário Adventista de São Paulo, Brasil

UNASP (Brasil)

 

Referências

Barbour, R. S., & Kitzinger, J. (1999). Developing focus group research. London: Sage.

Carlini-Cotrim, B. (1996). Potencialidades da técnica qualitativa grupo focal em investigações sobre abuso de substâncias. Revista de Saúde Pública, 30(3), 285–293.

Chermack, T. J. (2011). Scenario planning in organizations. How to create, use and assess scenarios. Oakland: Berrett-Koehler Publishers.

Damásio, A. (1994). Descartes’ error: Emotion, reason, and the human brain. New York: Grosset/Putnam.

Damásio, A., Tranel, V., & Damásio, H. (1991). Somatic markers and the guidance of behavior: Theory and preliminary testing. In H. S. Levin, H. M. Eisenberg, & A. L. Benton (Eds.), Frontal lobe function and dysfunction (pp. 2017–2029). New York: Oxford University Press.

Gray, D. E. (2004). Doing research in the real world. London: Sage.

Greenbaum, T. L. (2000). Moderating focus groups: A practical guide for group facilitation. Thousand Oaks: Sage.

Guba, E. G., & Lincoln, Y. S. (1982). Epistemological and methodological bases of naturalistic inquiry. Educational Communication and Technology: A Journal of Theory, Research and Development, 4(30), 233–252.

Guba, E. G., & Lincoln, Y. S. (1994). Competing paradigms in qualitative research. In N. K. Denzin & Y. S. Lincoln (Eds.), Handbook of qualitative research (pp. 105–117). Thousand Oaks: Sage.

Moritz, G., Pereira, M., Souza, I., Herling, L., Moritz, M., & Cesconetto, S. (2010). A prospecção de cenários nas universidades: Variáveis portadoras de futuro e a trajetória estratégica da UFSC para 2022. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/bitstream/handle/123456789/97033/A%20PROSPEC%C3%87%C3%83O%20DE%20CEN%C3%81RIOS%20NAS%20UNIVERSIDADES%20VARI%C3%81VEIS%20PORTADO.pdf?sequence=1 (acesso em: 05/03/2017).

OCDE/CERI. (2004). Four future scenarios for higher education. The university future project. Disponível em: http://www.oecd.org/education/skills-beyond-school/ceri-universityfuturesfourscenariosforhighereducation.htm (acesso em: 14/11/2016).

Shell International (2002). Exploring the future. People and connections: Global scenarios to 2020. Public summary disponível em: https://www.pik-potsdam.de/avec/peyresq2005/talks/0921/leemans/literature/shell_global_scenarios.pdf

Speller, P., Robl, F., & Meneghel, S. M. (Orgs). (2012). Desafios e perspectivas da educação superior brasileira para a próxima década. Brasília: UNESCO, CNE, MEC.

Tavares, J. (2015). Marcadores de formação, inovação e pesquisa para a Universidade do próximo decénio. Palestra apresentada no IX Colóquio Internacional “Educação e Contemporaneidade”, 17 a 19 de setembro de 2015, São Cristóvão, SE, Brasil. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/310425410_Marcadores_de_formacao_inovacao_e_pesquisa_para_a_Universidade_do_proximo_decenio (acesso em: 17/07/2016).

Tavares, J., Oliveira, J., & Alarcão, I. (2016). Marcadores de formação para a universidade de hoje e do próximo decénio: Primeiros passos de um projeto de pesquisa. Revista Transmutare, 2(1), 214–253. doi:10.3895/rtr.v1n2.4982

Trad, L. B. (2009). Grupos focais: Conceitos, procedimentos e reflexões baseadas em experiências com o uso da técnica em pesquisas de saúde. Physis: Revista de Saúde Coletiva, 19(3), 777–796. doi:10.1590/S0103-73312009000300013

UNESCO. (2003). Challenges of the university in the knowledge society, five years after the World Conference on Higher Education. Paris: UNESCO.

World Economic Forum. (2016). Future of jobs. Disponível em: http://reports.weforum.org/future-of-jobs-2016/ (acesso em: 30/11/2017).

Publicado
2018-06-01
Secção
Artigos