Resposta da Anestesiologia Portuguesa à Pandemia por COVID-19

Autores

  • Joana Pedreira Interna do Internato de Formação Específica em Anestesiologia do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra, Coimbra, Portugal. https://orcid.org/0000-0002-6949-1106
  • Ana Dias Interna do Internato de Formação Específica em Anestesiologia do Centro Hospitalar Universitário de São João, Porto, Portugal; MEDCIDS – Departamento de Medicina da Comunidade, Informação e Decisão em Saúde, Faculdade de Medicina da Universidade do Porto, Universidade do Porto, Porto, Portugal; CINTESIS – Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde, Porto, Portugal https://orcid.org/0000-0002-2542-9730
  • Ana Ribeiro Assistente Hospitalar do Serviço de Anestesiologia do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra, Coimbra, Portugal https://orcid.org/0000-0002-1067-4215
  • Sofia Marques Assistente Hospitalar do Serviço de Anestesiologia do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra, Coimbra, Portugal https://orcid.org/0000-0002-8538-1134
  • Elisabete Pereira Assistente Hospitalar do Serviço de Anestesiologia do Centro Hospitalar de Trás-Os-Montes e Alto Douro, Vila Real, Portugal https://orcid.org/0000-0003-0048-516X
  • Liliana Paulo Assistente Hospitalar do Serviço de Anestesiologia do Centro Hospitalar Tondela-Viseu, Viseu, Portugal https://orcid.org/0000-0001-8694-5360
  • Fernando Abelha Assistente Hospitalar Graduado Sénior do Serviço de Anestesiologia do Centro Hospitalar e Universitário de São João, Porto, Portugal https://orcid.org/0000-0002-2805-2908
  • Rosário Órfão Assistente Hospitalar Graduada Sénior do Serviço de Anestesiologia do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra, Coimbra, Portugal

DOI:

https://doi.org/10.25751/rspa.20183

Palavras-chave:

Anestesiologia, Inquéritos e Questionários, COVID-19, SARS-CoV-2, Medicina Perioperatória, Gestão em Saúde

Resumo

Introdução: O número de infetados com COVID-19 em Portugal já ultrapassa os 30.000. O Anestesiologista teve um papel importante na resposta a pandemia, pela transversalidade da sua atividade, nomeadamente na Medicina Intensiva, Emergência, Terapêutica da Dor e Medicina Perioperatória no Bloco Operatório, Imagiologia, Gastroenterologia, Pneumologia e Obstetrícia. Os principais objetivos deste estudo foram caraterizar o papel da Anestesiologia durante a pandemia por COVID-19 e aferir a organização das instituições hospitalares em Portugal.

Material e Métodos: Estudo transversal, observacional, descritivo, analítico realizado através de questionário por e-mail, dirigido a Anestesiologistas a trabalhar em Portugal. O questionário incluía 10 questões de caráter sociodemográfico e profissional, 20 questões para caracterizar a organização dos recursos humanos e 35 questões acerca da gestão logística dos espaços físicos dos Serviços.

Resultados: Obtiveram-se 266 respostas. 47,4% dos inquiridos contribuíram diretamente nos cuidados a doentes com COVID-19. Relativamente à gestão logística dos Serviços, 80% admitiu que o seu Serviço desenvolveu um plano de contingência; 41,4% referiu que as Unidades de Cuidados Pós-anestésicos foram convertidas em Unidades de Cuidados Intensivos e 66,9% indicou um aumento no número de camas de cuidados intensivos superior a 75%. A maioria concorda que o Serviço de Anestesiologia a que pertence fez uma gestão adequada dos recursos humanos na pandemia.

Discussão e Conclusões: O papel da Anestesiologia mostrou-se crucial no combate à pandemia, nas diversas áreas que domina. Neste período, os anestesiologistas portugueses reorganizaram-se criando novos modelos de trabalho com o objetivo de melhorar o outcome dos doentes e minimizar o risco de infeção.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

WHO coronavírus disease (COVID-19) dashboard [homepage na internet]. [consultado em maio 2020]. Disponível em: https://covid19.who.int/.

Direção-Geral da Saúde – COVID-19. Ponto de situação atual em Portugal [homepage na internet]. [consultado em maio 2020]. Disponível em: https://covid19.min-saude.pt/.

Forrester JD, Nassar AK, Maggio PM, Hawn MT. Precautions for operating room team members during the COVID-19 pandemic. J Am Coll Surg. 2020;1-4.

Yang M, Dong H, Lu Z. Role of anaesthesiologists during the COVID-19 outbreak in China. Br J Anaesth. 2020;124(6):666-9.

Zhang HF, Bo L, Lin Y, Li FX, Sun S, Lin HB, et al. Response of Chinese anesthesiologists to the COVID-19 outbreak. Anesthesiology. 2020;132(6):1333-8.

Bernardino A, Pereira AI, Jardim AL, Raimundo A, Costa A, Lobo C, et al. Gestão dos procedimentos anestésicos em contexto de pandemia COVID-19. Aspetos clínicos e organizacionais. Recomendação conjunta da Sociedade Portuguesa de Anestesiologia, Clube de Anestesia Regional/ European Society of Regional Anaesthesia & Pain Therapy – Portugal e Colégio de Anestesiologia da Ordem dos Médicos. 2020. [consultado em 27 maio 2020]. Disponível em: https://anestesiaregional.com/wp-content/uploads/2020/05/GEST%C3%83O-DOS-PROCEDIMENTOS-ANEST%C3%89SICOS.pdf.

Recomendações da Secção de Anestesiologia Obstétrica da SPA no período perinatal em contexto COVID 19. Sociedade Portuguesa de Anestesiologia. 2020. [consultado em 27 maio 2020]. Disponível em: http://www.spanestesiologia.pt/webstspa/wp-content/uploads/2020/05/recomendaes-de-anestesiologia-obstetrica_05052020.pdf.

VIA AÉREA - doentes com suspeita ou infeção com COVID 19. Grupo de Via Aérea Difícil. Sociedade Portuguesa de Anestesiologia. 2020. [consultado em 27 maio 2020]. Disponível em: http://www.spanestesiologia.pt/webstspa/wp-content/uploads/2020/03/2020-spa-recomendacao-covid19-1.pdf.

Aguiar JG, Órfão J, Mexedo C, Lima CG, Martins JA, Frada R et al. Recomendações para Dispositivos Supraglóticos na Pandemia COVID-19. Grupo Via Aérea Difícil. Sociedade Portuguesa de Anestesiologia. 2020. [consultado em 27 maio 2020]. Disponível em: http://www.spanestesiologia.pt/webstspa/wp-content/uploads/2020/05/recomendaes-para-dispositivos-supraglticos.pdf.

Abordagem do Doente Cirúrgico Pediátrico na Pandemia Covid-19. Sociedade Portuguesa de Anestesiologia e Clube de Anestesia Regional. 2020. [consultado em 27 maio 2020]. Disponível em: https://anestesiaregional.com/wp-content/uploads/2020/04/Doente-Cir%C3%BArgico-Pedi%C3%A1trico.pdf.

Anestesia fora do Bloco em Doente Pediátrico na Pandemia Covid-19. Sociedade Portuguesa de Anestesiologia e Clube de Anestesia Regional. 2020. [consultado em 27 maio 2020]. Disponível em: https://anestesiaregional.com/wp-content/uploads/2020/04/Anestesia-Fora-do-BO.pdf.

Abordagem da Via Aérea em Pediatria (procedimento gerador de aerossóis - risco elevado de contágio). Centro Hospitalar Universitário de Lisboa Central e Clube de Anestesia Regional. 2020. [consultado em 27 maio 2020]. Disponível em: https://anestesiaregional.com/wp-content/uploads/2020/04/VA-Pediatria-2.pdf.

Reanimação Pediátrica na Pandemia COVID-19. Sociedade Portuguesa de Anestesiologia e Clube de Anestesia Regional. 2020. [consultado em 27 maio 2020]. Disponível em: https://anestesiaregional.com/wp-content/uploads/2020/04/Reanima%C3%A7%C3%A3o-Pedi%C3%A1trica.pdf.

Magalhães C, Vieira V, Midões A, Roxo A, Marcos A, Flores A et al. Recomendações Nacionais │ Retorno da Atividade Cirúrgica na Era COVID-19. Cirurgia de Ambulatório. Associação Portuguesa de Cirurgia de Ambulatório. 2020. [consultado em 27 maio 2020]. Disponível em: http://www.spanestesiologia.pt/webstspa/wp-content/uploads/2020/05/apca-recomendaes-cirurgia-ambulatrio.pdf.

Fink A, Kosecoff J, Chassin M, Brook RH. Consensus methods: characteristics and guidelines for use. Am J Public Health. 1984;74(9):979-83.

Edwards PJ, Roberts I, Clarke MJ, Diguiseppi C, Wentz R, Kwan I, et al. Methods to increase response to postal and electronic questionnaires. Cochrane Database Syst Rev. 2009.

Lemos P, Guedes A, Mourão J, Lima JF, Veiga J, Chedas M, et al. Censos 2017: existe número suficiente de Anestesiologistas em Portugal? Acta Med Port. 2018;31(5):254-64.

Thomas-Rüddel D, Winning J, Dickmann P, Ouart D, Kortgen A, Janssens U, et al. Coronavirus disease 2019 (COVID-19): update for anesthesiologists and intensivists March 2020. Anaesthesist. 2020.

Peng PWH, Ho PL, Hota SS. Outbreak of a new coronavirus: what anaesthetists should know. Br J Anaesth. 2020;124(5):497-501.

Wong DHT, Tang EWH, Njo A, Chu CKL, Chau SKY, Chow TL, et al. Risk stratification protocol to reduce consumption of personal protective equipment for emergency surgeries during COVID-19 pandemic. Hong Kong Med J. 2020;26.

Dost B, Koksal E, Terzi Ö, Bilgin S, Ustun YB, Aeslan HN. Attitudes of anesthesiology specialists and residents toward patients infected with the novel coronavirus (COVID-19): a national survey study. Surg Infect. 2020;21(4):350-6.

Lockhart SL, Duggan LV, Wax RS, Saad S, Grocoott HP. Personal protective equipment (PPE) for both anesthesiologists and other airway managers: principles and practice during the COVID-19 pandemic. Can J Anaesth. 2020;23:1-11.

Spinelli A, Pellino G. COVID-19 pandemic: perspectives on an unfolding crisis. Br J Surg. 2020.

Downloads

Publicado

2020-08-23

Como Citar

Pedreira, J., Dias, A., Ribeiro, A., Marques, S., Pereira, E., Paulo, L., Abelha, F., & Órfão, R. (2020). Resposta da Anestesiologia Portuguesa à Pandemia por COVID-19. Revista Da Sociedade Portuguesa De Anestesiologia, 29(2), 54–61. https://doi.org/10.25751/rspa.20183

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>