Concepções de futuros professores de ciências sobre o modelo de ciência e tecnologia

  • Ricardo Pereira Sepini Universidade Cruzeiro do Sul - São Paulo / Brasil
  • Sonia Aparecida Cabral Universidade Cruzeiro do Sul - São Paulo / Brasil
  • Maria Delourdes Maciel Universidade Cruzeiro do Sul - São Paulo / Brasil
  • Ángel Vázquez Alonso Universitat de les Illes Balears - Palma de Mallorca / Espanha
Palavras-chave: Formação de Professores, Ensino de Ciências, Pensamento Científico.

Resumo

Neste trabalho apresentamos os resultados de uma intervenção pedagógica desenvolvida a partir de uma proposta de formação inicial de futuros professores realizada com 10 estudantes do ensino superior em Ciências Biológicas (licenciatura). A proposta foi estruturada em encontros presenciais e atividades on-line com auxílio da plataforma Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA). Foram realizados três encontros presenciais e quatro atividades através da plataforma. Nesta etapa do curso, a avaliação foi realizada a partir de duas questões: 1) Que ideias ou opinião sobre a ciência e tecnologia você deixou de ter ou mudou depois de realizar o curso? 2) Descreva brevemente, com suas palavras, figuras ou mapas, o seu modelo atual sobre a ciência e tecnologia no ensino. Para verificação das respostas utilizamos a análise de conteúdo. Os resultados revelaram que a atividade realizada possibilitou aos estudantes alcançar um melhora nas percepções e/ou concepções sobre a Ciência e Tecnologia. Concluímos que a atividade realizada, dada a sua funcionalidade, torna-se construtiva para a formação inicial de professores para o Ensino de Ciências.

Biografias do Autor

Ricardo Pereira Sepini, Universidade Cruzeiro do Sul - São Paulo / Brasil
Graduação em Ciências Biológicas pela Fundação Educacional de Machado-FEM (2007); Mestre em Ensino de Ciências pela Universidade Cruzeiro do Sul - UNICSUL/ SP (2010). Doutor em Ensino de Ciências e Matemática pela Universidade Cruzeiro do Sul - UNICSUL/SP (2011-2014). Pós-doutorado pela Universidade Cruzeiro do Sul - Unicsul/SP (2015-2016). Membro do Núcleo Interdisciplinar de Estudos e Pesquisa em Ciência, Tecnologia e Sociedade - UNICSUL/SP. Membro da Associação Ibero-Americana CTS na Educação em Ciências (AIA_CTS). Membro do Conselho Municipal de Meio Ambiente (CODEMA) no Município de Paraguaçu-MG. Atualmente vem desenvolvendo pesquisa principalmente nos seguintes temas: Formação de Professores, Prática de Ensino, Sequência Didática, Ensino de Ciências e Metodologia Científica (Métodos e Técnicas de Pesquisa).
Sonia Aparecida Cabral, Universidade Cruzeiro do Sul - São Paulo / Brasil
Graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Braz Cubas(1994), Mestre em Ensino de Ciências pela Universidade Cruzeiro do Sul (2014), e doutoranda em Ensino de Ciências e Matemática da Universidade Cruzeiro do Sul - SP. Especialista em Ensino de Ciências pela USP (2011) e Especialista em Dança e Consciência Corporal pela FMU (2011). Membro do Núcleo Interdisciplinar de Estudos e Pesquisa em Ciência, Tecnologia e Sociedade - UNICSUL/SP. Professora titular de cargo do Governo do Estado de São Paulo, e atualmente exerce a função de PCNP - Professor Coordenador de Núcleo Pedagógico de Biologia na Diretoria de Ensino da Região de Mauá.
Maria Delourdes Maciel, Universidade Cruzeiro do Sul - São Paulo / Brasil
Maria Delourdes Maciel Graduação em História Natural/Ciências Biológicas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1976); Mestrado em Educação (Supervisão e Currículo) pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1995); Doutorado em Educação (Psicologia da Educação) pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2001); Pós-doutorado em Educação: formação de professores pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2006). Professora Titular III - Quadro Permanente da Universidade Cruzeiro do Sul, onde atua como docente e pesquisadora na graduação e pós-graduação. Experiência profissional na área de Educação, com ênfase em Ensino de Ciências e Biologia, com os seguintes temas: Currículo, Ensino e Formação de Professores; Ensino de Ciências e Biologia; Didática e Metodologia de Ensino; Recursos Didáticos; Natureza da Ciência e da Tecnologia (NdC&T)/Ciência, Tecnologia e Sociedade (CTS) no Currículo, no Ensino e na Formação de Professores. É representante brasileira na Diretoria da Associação Ibero-Americana Ciência-Tecnologia-Sociedade na Educação em Ciência (AIA-CTS); Coordenadora do Núcleo Interdisciplinar de Estudos e Pesquisas em CTS (NIEPCTS); Avaliadora ad hoc das Revistas IENCI (Investigações em Ensino de Ciências), Informática na Educação: teoria & prática; Ciência & Educação; Avaliadora ad hoc SINAES/MEC
Ángel Vázquez Alonso, Universitat de les Illes Balears - Palma de Mallorca / Espanha

Doctor en Filosofía y Ciencias de la Educación, licenciado con grado en Físicas y licenciado en Químicas. Ha sido Catedrático de Bachillerato y director del Instituto de Evaluación de Baleares. Desde 1986 ejerce como inspector de educación y profesor asociado de la Universidad de las Islas Baleares en diferentes de partamentos y puestos.

 

Miembro del grupo de investigación consolidado de la UIB-IRIE: Ciencia, Tecnología, Sociedad Didáctica de la ciencia (CTS_DC).

Profesor del Master de Formación del profesorado de educación secundaria.

Investigador principal y miembro de equipos de investigación en proyectos competitivos financiados por instituciones en temáticas relacionadas con las líneas de investigación siguientes: didáctica general (evaluación, motivación y atribución causal del rendimiento escolar) y didáctica de las ciencias (ideas previas, actitudes, ciencia-tecnología-sociedad, alfabetización científica y naturaleza de la ciencia y tecnología).

Evaluador de proyectos para diferentes agencias internacionales (REA, Unión Europea para H2020; SEPIE, España programa H2020 Asociaciones Escolares) y asociaciones profesionales.

Es miembro de varias asociaciones educativas, de consejos editoriales de algunas revistas de investigación educativa, asesor de estudios de investigación (OEI) y revisor de artículos para revistas de investigación y congresos.

Publicado
2017-06-24