Notas sobre alguns desdobramentos necessários nos programas de combate ao bullying escolar: uma análise histórico-cultural

Autores

  • Marcos Vinicius Francisco Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE)
  • Renata Maria Coimbra Libório Universidade Estadual Paulista (UNESP-PP)

DOI:

https://doi.org/10.25755/int.8472

Palavras-chave:

Bullying Escolar, Programas de Combate ao Bullying Escolar, Teoria Histórico-Cultural.

Resumo

Esta pesquisa teve como objetivos analisar as estratégias difundidas em programas de intervenção e combate ao bullying escolar no contexto brasileiro e espanhol, bem como apresentar alguns elementos que podem ser aprofundados nessas intervenções sob a ótica da Teoria Histórico-Cultural. A metodologia consistiu de análise documental e de revisão da literatura. Assumiu-se como referencial a Teoria Histórico‑Cultural, que tem como base epistemológica o Materialismo Histórico Dialético. Os resultados indicam a necessidade em se garantir o trabalho com questões mais estruturais ligadas à produção do bullying escolar, caso contrário, os estudantes serão impedidos de compreenderem que suas posturas refletem a realidade, a partir de determinadas condições objetivas de vida. Os projetos de intervenção ao bullying escolar precisam estar atrelados a um projeto mais amplo que vise à superação das relações imediatas e individualistas que exclui os alunos da escola pública cotidianamente. Nesse sentido, a perspectiva histórico-cultural traz uma compreensão ampliada de bullying escolar, ao entendê-lo como uma manifestação eminentemente humana, sendo o mesmo um fenômeno produzido socialmente e culturalmente, além de apresentar, inclusive, as condições concretas existentes para a sua superação efetiva. 

Downloads

Publicado

2016-02-19

Como Citar

Francisco, M. V., & Libório, R. M. C. (2016). Notas sobre alguns desdobramentos necessários nos programas de combate ao bullying escolar: uma análise histórico-cultural. Interacções, 11(38). https://doi.org/10.25755/int.8472