Efeito do treinamento com videogames ativos nas dimensões morfológica e funcional: estudo clínico randomizado

  • Raphael José Perrier-Melo
  • Jorge Luiz de Brito-Gomes Universidade Federal de Pernambuco
  • Nuno Domingos Garrido Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro – Dept. Ciências do Desporto
  • Saulo Fernandes Melo de Oliveira Universidade Federal de Pernambuco
  • Fernando José de Sá Pereira Guimarães Universidade de Pernambuco
  • Manoel da Cunha Costa Universidade de Pernambuco

Abstract

O objetivo do presente estudo foi analisar o efeito de programas de treinamento com videogames ativos (VGAs) estruturados e não estruturados sobre a composição corporal e desempenho nos testes de aptidão física durante seis semanas. Participaram do estudo 20 homens, os quais foram divididos homogeneamente em três grupos: Grupo controle – GC (n=7; 20.6 ± 2.8 anos), Grupo Experimental Estruturado -GET (n=6; 20.2 ± 2.1 anos) e Grupo Experimental Não estruturado GEN (n=7; 19,1 ± 1,2 anos). O programa com VGAs foi realizado três sessões por semana (30 minutos cada) durante seis semanas. Houve melhoras significativas nos testes de apoio de frente (GET p=0.02), flexibilidade (GEN: p=0.04 e GET: p=0.01) e preensão manual (GEN: p=0.05). E apenas o GEN aumentou significativamente o percentual de gordura (p=0.05) e massa gorda (p=0.01). Conclui-se que após seis semanas de treinamento com VGAs, os dois grupos experimentais apresentaram manutenção na massa magra e aumento no nível de aptidão física.


Published
2016-10-13
Section
Original Article