O realismo está morto. Viva o realismo!

Autores

  • Rui Pina Coelho

DOI:

https://doi.org/10.51427/cet.sdc.2010.0023

Palavras-chave:

Crítica, Marco Martins, Tiago Guedes, 2010, TNDMII

Resumo

Crítica aos espectáculos: Blackbird, de David Harrower, encenação de Tiago Guedes, TNDMII, 2010.

Num dia igual aos outros, de John Kolvenbach, encenação de Marco Martins, TNDMII, 2010.

 

Downloads

Publicado

2010-06-01

Como Citar

Coelho, R. P. (2010). O realismo está morto. Viva o realismo!. Sinais De Cena, 99–102. https://doi.org/10.51427/cet.sdc.2010.0023

Edição

Secção

Passos em volta