A crítica teatral portuguesa ainda é relevante?

Autores

  • António Baía Reis UT Austin | Portugal International CoLab / Universidade do Porto

Resumo

Debates recentes indicam que o jornalismo cultural em Portugal está atualmente a passar por uma profunda crise. O que é certo é que as páginas dedicadas à Cultura estão a tornar‑se progressivamente diminutas, ao passo que as notícias e o entretenimento se tornam peças centrais na maior parte dos jornais e revistas nacionais. Esta alteração de paradigma produziu um ainda maior impacto no campo específico da crítica de teatro. Será ainda relevante a crítica de teatro em Portugal? Serão os críticos de teatro portugueses uma espécie em vias de extinção? No presente artigo, examinamos o lugar e a importância da crítica de teatro e dos críticos no atual panorama jornalístico português. Neste sentido, os dados do presente estudo compreenderam uma série de entrevistas em profundidade, feitas a 12 individualidades relacionadas com o teatro, o que nos possibilitou obter pareceres inovadores acerca da crítica de teatro e dos seus críticos. Tendo isto em conta, no presente artigo procuramos argumentar e sustentar a ideia de que a crítica de teatro compreende dimensões jornalísticas, estéticas, culturais, artísticas, sociológicas, históricas e até mesmo económicas, muito específicas e de grande relevância, só passíveis de serem reveladas através dos críticos de teatro e do seu papel duplo enquanto jornalistas e estetas.

 

CRÍTICA DE TEATRO / CRÍTICOS DE TEATRO / CRÍTICA / JORNALISMO DE ARTES / JORNALISMO CULTURAL

Downloads

Publicado

2019-03-19

Como Citar

Reis, A. B. (2019). A crítica teatral portuguesa ainda é relevante?. Sinais De Cena, (3), 69–87. Obtido de https://revistas.rcaap.pt/sdc/article/view/17490

Edição

Secção

Dossiê temático