Uma Pessoa: Fernando «além do espelho»

Autores

  • Roberta Rossi Cantora, compositora e letrista
  • André Oliveira Baptista
  • Isabella Mangani

DOI:

https://doi.org/10.51427/cet.sdc.2021.0007

Palavras-chave:

Pirandello, Metateatro, Música, Una Persona, Performance

Resumo

Este artigo relata a origem e os pressupostos artísticos e filosóficos que fazem "una persona". Ovvero come Fernando scoprì di essere stato Luigi", o espectáculo do conjunto que estreou no Festival de Teatro de Napoli em Julho de 2020. O actor, com a cumplicidade artística de seis músicos, tece a trama de uma viagem poética e musical através da multiplicidade do ser humano, expressa e gravada nos textos de Fernando Pessoa e Luigi Pirandello. Os dois eram contemporâneos, poeticamente iguais mas nunca se encontraram; provocatória e ironicamente, queremos aludir à hipótese de que o seu encontro físico nunca foi possível porque os dois tinham sido, de facto, uma só pessoa, a mesma pessoa. No cenário, conversando com o actor, está a música, o elemento que, através de sugestões subtis, melodias evocativas, composições originais e canções tradicionais, define os humores, as emoções e todos os sons não falados que são retratados na vida e a letra ressoante e maravilhosa dos dois escritores.

 

PIRANDELLO / METATEATRO / MÚSICA / UNA PERSONA / PERFORMANCE

Downloads

Publicado

2021-04-01

Como Citar

Rossi, R., Oliveira Baptista, . A., & Mangani, I. (2021). Uma Pessoa: Fernando «além do espelho». Sinais De Cena, (5), 75–95. https://doi.org/10.51427/cet.sdc.2021.0007

Edição

Secção

Dossiê temático