Tocar nas coisas e resgatar paraísos perdidos: voltar ao teatro com o Descon’FIMFA

Autores

  • Catarina Firmo Centro de Estudos de Teatro da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa

DOI:

https://doi.org/10.51427/cet.sdc.2021.0017

Palavras-chave:

Catarina Firmo, Crítica, Teatro, Descon'FIMFA, La melancolía del turista, La maquina de la soledad, Shaday Larlos, Jomi Oligor

Resumo

Crítica aos espectáculos La melancolia del turista. Criação, construção e interpretação: Shaday Larios, Jomi Oligor. Colaboração poética: Ángel Hernández. Colaboração inventiva: Ivan Puig, Jordi Fondevila. Colaboração musical e sonora: Suetszu & Jayrope. Desenhos: Pepe Oligor. Fotografias: Oligor y Microscopia, David Continente. Co‑produção: Oligor y Microscopía, Patronato Municipal de las Artes Escénicas y de la Imagen del Ayuntamiento de Zaragoza, Iberescena, Festival Grec de Barcelona, Le Parvis, Temporada Alta 2019 e Pyrenart. Data e local de estreia: 19 de Novembro de 2019, Festival Temporada Alta de Girona. Estreia nacional: 5 de Agosto de 2020, Descon’FIMFALx20; La maquina de la soledad. Criação, construção e interpretação: Shaday Larios, Jomi Oligor. Co‑produção: Oligor y Microscopía, Centre d’Arts Escèniques de Terrassa, Iberescena. Com a colaboração de: La Máquina de Teatro. Fotografias: Oligor y Microscopía, Alípio Padilha. Data e local de estreia: 14 de Agosto de 2014, Teatro El Rinoceronte Enamorado (México). Estreia nacional: 14 de Maio, FIMFALx15. Apresentado em 12 de Agosto de 2020 no Descon’FIMFALx20.

Downloads

Publicado

2021-04-01

Como Citar

Firmo, C. (2021). Tocar nas coisas e resgatar paraísos perdidos: voltar ao teatro com o Descon’FIMFA. Sinais De Cena, (5), 307–315. https://doi.org/10.51427/cet.sdc.2021.0017

Edição

Secção

Passos em volta