Memórias de um escravo esteta

Autores

  • Luís Filipe Soares Mestre em Estudos de Teatro pela Faculdade de Letras da Universidaded de Lisboa

DOI:

https://doi.org/10.51427/cet.sdc.2021.0020

Palavras-chave:

Luís Filipe Soares, Crítica, Teatro, Uma Solidão Demasiado Ruidosa, Bohumil Hrabal, António Simão, Artistas Unidos

Resumo

Crítica as espectáculo Uma Solidão Demasiado Ruidosa. Texto: a partir do romance de Bohumil Hrabal. Interpretação: António Simão. Cenografia e figurinos: Rita Lopes Alves. Desenho de luz: Pedro Domingos. Local: Incrível Almadense, Almada, 10, 11 e 12 de Julho de 2020.

Downloads

Publicado

2021-04-01

Como Citar

Soares, L. F. (2021). Memórias de um escravo esteta. Sinais De Cena, (5), 332–338. https://doi.org/10.51427/cet.sdc.2021.0020

Edição

Secção

Passos em volta