INSTALAÇÃO DE UMA FABRICA DE PRODUÇÃO DE AÇÚCAR DE BETERRABA USANDO AHP

  • Filipe Madeira Instituto Politécnico de Santarém
  • Carlos Pedro Instituto Politécnico de Santarém
  • Florival Feliciano Instituto Politécnico de Santarém
  • João Castelo Instituto Politécnico de Santarém
Palavras-chave: AHP, priorização de alternativas, multicritério, problemas de decisão, fábrica de açúcar de beterraba

Resumo

Uma dada organização, sociedade anónima, desenvolve atividades agroindustriais, nomeadamente, a refinação de açúcar e a sua comercialização, bem como dos demais produtos derivados. As suas operações são asseguradas através da sua unidade fabril, sedeada em Portugal e de uma sucursal em Espanha.

 

Em 2017, foi introduzida uma nova regulamentação para o mercado de açúcar da União Europeia deixando de existir quotas de produção e comercialização, permitindo assim aos produtores europeus produzirem em mercado aberto. Uma das principais consequências desta medida, em Portugal, foi o aumento de 17% da área cultivada de beterraba branca, no período de 2016 para 2017.

 

Neste quadro de expansão, este trabalho visa avaliar a decisão sobre a melhor localização para a instalação de uma nova fábrica de produção de açúcar de beterraba, em Portugal.

 

Como o problema de localização representa uma das mais importantes questões estratégicas enfrentadas pelos decisores, a escolha do local para instalação de uma fabrica é sempre uma decisão chave. Portanto, quer a seleção de critérios de julgamento, como a própria avaliação das alternativas no processo de escolha da melhor localização, são elementos críticos.

 

Para apoio à decisão e considerando este problema complexo, com múltiplos critérios, foi adotado um dos métodos existentes e adequados a este tipo de problemas – o Método de Análise Hierárquica (AHP).

 

Em 1980, o professor L. Saaty da Universidade de Pittsburgh, criou o Método de Análise Hierárquica. Este permite o uso de critérios qualitativos bem como quantitativos no processo de avaliação. O principio básico do AHP é dividir o problema de decisão em vários níveis hierárquicos, e descobrir a relação entre eles, determinando a importância relativa de cada critério, em cada nível hierárquico, por comparação. As principais etapas do método AHP são as seguintes: construção da hierarquia de decisão (objetivo, critérios e alternativas); estabelecimento da matriz de comparação (em pares) usando a Escala Fundamental de Saaty; obtenção da prioridade relativa de cada critério (inclui a normalização de valores e obtenção do vetor de prioridades); avaliação da consistência das prioridades relativas; construção da matriz de comparação paritária para cada critério, considerando cada uma das alternativas selecionadas e por fim, obtenção da prioridade composta para as diferentes alternativas.

 

Neste caso de estudo, as alternativas eram as localidades de Beja, Coruche e Elvas. Foram identificados sete critérios, todos num mesmo nível: proximidade dos fornecedores; disponibilidade de área de cultivo; proximidade dos mercados consumidores em Portugal; proximidade dos mercados consumidores em Espanha; rendimento; investimento em infraestruturas e por último a proximidade à assistência técnica. O resultado obtido através da aplicação do método AHP, determinou como primeira opção de localização Beja, de seguida Coruche e, por último, Elvas. Na comparação entre os pesos relativos, dados os critérios, o fator preponderante foi a disponibilidade de área de cultivo com 31%, seguido da proximidade ao mercado de consumo em Portugal com 20%.

 

A definição deste modelo permitiu auxiliar a decisão, eventualmente suportada num outro conjunto de fatores característicos deste tipo de processo de decisão, complexo, onde aspetos financeiros, políticos se interrelacionam.

Publicado
2019-07-16