PROBLEMAS NA ESCRITA CURSIVA NO 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO: EFEITO DE UM PLANO DE ESTIMULAÇÃO PERCETIVO-MOTORA

  • Ana Chambel Instituto Politécnico de Santarém
  • David Catela Life Quality Research Centre (CIEQV), Portugal. Research Unity of the Polytechnic Institute of Santarém (UIIPS), Portugal. https://orcid.org/0000-0003-0759-8343
Palavras-chave: Aprendizagem Motora, Dificuldades de Aprendizagem, Escrita Cursiva, 1º CEB

Resumo

Dificuldades na escrita cursiva são detetáveis por inconstância espacial e lentidão, com uma incidência até 30% no 1º CEB, estão associadas a fraco rendimento escolar. É objetivo deste estudo analisar o efeito de um programa de estimulação percetivo-motora em crianças com problemas na aprendizagem da escrita cursiva. A amostra é composta por 9 crianças (7 do 1º ano e 2 do 4º ano) com problemas na escrita cursiva, sinalizadas e com apoio pedagógico individualizado, emparelhadas por género, ano de escolaridade e turma com outras 9 crianças sem problemas de aprendizagem. O programa de intervenção teve um efeito benéfico significativo nas crianças com problemas na escrita cursiva, identificável com a redução do espaço entre letras, da altura das letras e do tempo da sua execução. Dos resultados obtidos, sugere-se que a aprendizagem do desenho espacial da letra anteceda o treino da redução da sua altura e que o controlo da dimensão da letra é mais difícil e mais moroso que o da velocidade de execução da letra. Com base nos resultados obtidos, propõe-se que às crianças com dificuldade na aprendizagem da escrita cursiva seja disponibilizado mais espaço disponível e tempo para escreverem letras, e que exercitem regularmente coordenação motora interdigital sem e com lápis, em variadas superfícies e áreas disponíveis de escrita, bem como a identificação da mesma letra em tipos diferentes.

Publicado
2020-07-31