ACIDENTES DE TRÁFEGO COM PEDESTRES E CICLISTAS: UM ESTUDO DE CASO DO ESTADO DE SANTA CATARINA, BRASIL

  • Vinicius Tischer Universidade do Vale do Itajaí, Programa de Pós Graduação em Ciências e Tecnologia Ambiental

Resumo

Os acidentes de transportes geram anualmente milhares de vítimas fatais e não-fatais, constituindo um grave problema de saúde pública no Brasil, causando além dos impactos sociais, impactos na economia do país. Nota-se no Brasil poucos artigos que investiguem essa problemática, visando subsidiar medidas de redução destas taxas. Nesse sentido, o trabalho teve por objetivo avaliar a evolução dos acidentes de transportes envolvendo pedestres e ciclistas, tendo por referência registros municipais no Estado de Santa Catarina, Brasil. Esta avaliação se deu por meio dos registros de óbitos e de internações hospitalares disponibilizados pelo Ministério da Saúde. A avaliação resultou em mapas desenvolvidos em Sistema de Informação Geográfica contendo as taxas de acidentes, além de permitir a identificação da evolução dos registros de acidentes, considerando período de 20 anos. No geral, observa-se uma queda nas taxas de acidentes no Estado (vítimas fatais e não fatais), para ciclistas e pedestres, com exceção do crescimento vigoroso no número de internações de ciclistas a partir do ano de 2012.

Biografia do Autor

Vinicius Tischer, Universidade do Vale do Itajaí, Programa de Pós Graduação em Ciências e Tecnologia Ambiental

Engenheiro Ambeintal

Mestre e Doutorando em Ciências e Tecnologia Ambiental

Universidade do Vale do Itajaí

Publicado
2019-05-10
Secção
Artigos