Estatuto Editorial

ESTATUTO EDITORIAL DA FINISTERRA

A Finisterra, Revista Portuguesa de Geografia, publicação científica fundada em 1966 (https://revistas.rcaap.pt/finisterra/about), é uma edição quadrimestral do Centro de Estudos Geográficos da Universidade de Lisboa.

A Finisterra publica textos inéditos dedicados à investigação científica em diversas vertentes da Geografia Física e Humana, Recursos e Riscos Ambientais, Planeamento Regional e Local, Ordenamento do Território, Desenvolvimento Regional e Local, Sistemas de Informação Geográfica, entre outros temas das ciências sociais.

A Finisterra é uma plataforma privilegiada para jovens e investigadores/as seniores, bem como estudantes universitários/as e pessoas no exercício da atividade de planeamento. Publica em língua Portuguesa, assim como em Inglês, Espanhol e Francês. Em cada artigo estão incluídos o título, resumo, palavras-chave, títulos de figuras e quadros em pelo menos dois idiomas. 

A revista edita números temáticos e não temáticos, confiados a investigadores/as credenciados/as das respetivas áreas de especialidade (orientações para revisores/as), sob a escrutínio e aprovação da Equipa Editorial. Toda a colaboração é submetida a um exigente processo de seleção e revisão baseado em arbitragem científica em regime de duplo anonimato.

A aceitação dos manuscritos para publicação regula-se por critérios de pertinência, interesse e qualidade científica, no respeito pela pluralidade de perspetivas. A Finisterra assume-se como independente de qualquer poder político, ideológico ou económico, e orienta-se por critérios de rigor, isenção e inclusão.

Empenhada em assegurar os mais elevados padrões de ética na publicação, a Equipa Editorial da Finisterra inspira o seu Código de Ética nas orientações estabelecidas pelo Commitee on Publication Ethics (COPE, Comité de Ética em Publicações, versão de março, 2011). Nesse código definem-se as responsabilidades de todas as partes envolvidas no ato de publicação da Finisterra.

Finisterra é, desde a sua génese até à atualidade, publicada em versão impressa e é disponibilizada em acesso aberto através da plataforma RCAAP, em https://revistas.rcaap.pt/finisterra. Disponibiliza em suporte digital as Normas para apresentação e publicação de artigos e uma lista anual dos/as avaliadores/as na arbitragem científica dos manuscritos (suporte papel e digital).

O reconhecimento dos elevados padrões de qualidade e rigor atingidos pela Finisterra é percetível através da inclusão da revista em bases de indexação internacionais, tal como: Web of Science (Emerging Sources Citation Index – ESCI); SciELO Citation Index; SCOPUS; ERIH PLUS (European Reference Index for the Humanities and the Social Sciences); WebQualis (Capes); SCImago; SciELO – Scientific Electronic Library; EBSCO (Academic Search Complete); DOAJ (Directory of Open Access Journals); Dialnet; Latindex (Sistema Regional de Información en Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal); REDIB (Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico); Sherpa/ROMEO (Journals database).

A Finisterra está registada no Directory of Open Access Journals (DOAJ).

A Equipa Editorial da Finisterra compromete-se a cumprir a Lei da Imprensa e a orientar-se pelo cumprimento dos princípios deontológicos e da ética que regem a investigação científica, assim como o respeito pela boa-fé dos/as leitores/as.

A Diretora da Finisterra,
Margarida Queirós