Opressores e oprimidos sob a ótica Freireana: relações de poder no cotidiano escolar

Autores

  • Clarice Zientarski Programa de Pós-Graduação em Educação – PPGE, Universidade Federal de Santa Maria (UFSM/RS)
  • Oséias Santos de Oliveira Programa de Pós-Graduação em Educação – PPGE, Universidade Federal de Santa Maria (UFSM/RS)
  • Sueli Menezes Pereira Programa de Pós-Graduação em Educação – PPGE, Universidade Federal de Santa Maria (UFSM/RS)

DOI:

https://doi.org/10.25755/int.1525

Palavras-chave:

Educação, Opressores, Oprimidos, Relações de poder

Resumo

O trabalho trata da questão da relação entre opressores e oprimidos no cotidiano educativo. A abordagem metodológica consiste em um estudo bibliográfico, de natureza qualitativa, estabelecendo um diálogo entre as concepções freireanas e o cotidiano das escolas públicas no contexto neoliberal, tendo como embasamento teórico as discussões de Paulo Freire, em especial na obra Pedagogia do Oprimido (1987).

Downloads

Publicado

2012-12-28

Edição

Secção

Número 21 - Ética e educação