Ensino e formação de hábitos: análise na história da educação

Autores

  • Terezinha Oliveira Universidade Estadual de Maringá
  • Lais Boveto Universidade Estadual de Maringá

DOI:

https://doi.org/10.25755/int.1527

Palavras-chave:

Hábito, História da Educação, Ensino, Pedagogia

Resumo

Neste artigo, analisaremos o conceito de hábito sob a perspectiva da História da Educação, considerando, principalmente, as obras: Ética a Nicômaco de Aristóteles (384 – 322 a. C.); De magistro e a questão 49 da I seção da II parte da Suma Teológica, ambos de Tomás de Aquino (1224 – 1274). O caminho que percorremos para a realização da análise será fundamentado na concepção de História Social, na qual a abordagem histórica dos conceitos nos permite partir do presente e buscar, no passado, exemplos que possibilitem uma melhor compreensão da realidade atual. Desse modo, o conceito foi abordado à luz de pensadores clássicos, em contextos históricos distintos. Isso nos permitiu observar que a formação de hábitos ao educar crianças é essencial para a constituição do homem como ser que necessita viver em comunidade.

Downloads

Publicado

2012-12-28

Edição

Secção

Número 21 - Ética e educação