REFORMA DO ENSINO MÉDIO E A BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR

CONFRONTOS NARRATIVOS, ESTRATÉGIAS DE IMPOSIÇÃO E IMPACTOS NO ENSINO DE HISTÓRIA

  • Geyso Dongley Germinari Universidade Estadual do Centro-Oeste – UNICENTRO
  • Paulo Eduardo Dias de Mello Universidade Estadual de Ponta-Grossa – UEPG

Resumo

Este artigo aborda o processo de elaboração da Base Nacional Comum Curricular e a reforma do ensino médio no Brasil. A análise de cunho documental parte, por um lado, dos discursos oficiais e das suas estratégias de imposição instituidoras de consenso, e por outro lado, demonstra a forte resistência ao cenário político reformista representado por historiadores e professores organizados na Associação Nacional de História, a ANPUH. Nesse panorama de embate, problematiza-se os impactos negativos causados na disciplina de História, no âmbito da Educação Básica.

Publicado
2018-12-24