Conceções e Práticas na Formação Inicial de Professores sobre Transformações Geométricas

  • António Guerreiro

Resumo

Neste artigo, pretendo apresentar um conjunto de ideias resultantes da abordagem das transformações geométricas, numa superfície plana, a partir das conceções e práticas de futuros professores, no âmbito da unidade curricular de Transformações Geométricas, do mestrado em Ensino do 1.º ciclo do ensino básico e de matemática e ciências naturais no 2.º ciclo do ensino básico, Escola Superior de Educação e Comunicação, Universidade do Algarve, integrando exemplos de simetrias, em rosáceas, frisos e padrões na natureza e na arte. A metodologia utilizada na recolha e análise dos dados assume uma natureza interpretativa, com recurso aos registos áudio de todas as aulas, às tarefas matemáticas realizadas, às notas do professor e às produções dos futuros professores, no contexto das aulas e dos trabalhos realizados autonomamente. Os dados apontam para uma redescoberta, por parte dos futuros professores, do conceito de simetria, envolvendo diversos tipos de simetria, em rosáceas, frisos e padrões, incluindo a análise de situações menos comuns como segmentos de reta, rosáceas distintas da forma circular, frisos e padrões com reflexões deslizantes encobertas. O reforço do conhecimento matemático resultou de uma diversidade de exemplos de simetrias, em rosáceas, frisos e padrões, através de um novo olhar matemático sobre a natureza e a arte, tendo em atenção o trabalho em sala de aula com alunos do 2.º ciclo do ensino básico.

Publicado
2019-10-29