Educar en Tiempo del COVID-19

Vivencias de la Educación Social con Infancia y Adolescencia durante el Estado de Alarma en Bizkaia (España)

Autores

  • Janire Fonseca Universidad de Deusto
  • Javier Pérez Hoyos
  • Marta Ruiz-Narezo

DOI:

https://doi.org/10.25755/int.20993

Resumo

O objetivo deste artigo é descrever e analisar a experiência de profissionais da Educação Social que atuam com o grupo de Infância e Adolescência durante o período de reclusão no estado espanhol (março-junho) produzida pela crise sanitária do COVID -19. Para isso, são realizadas cinco entrevistas em profundidade com quatro educadores sociais que atuam em diferentes serviços: recursos residenciais da rede básica de proteção à infância (x2); serviços de justiça juvenil (1); intervenção socioeducativa no ambiente escolar (x1) e recursos residenciais especializados para menores estrangeiros não acompanhados (x1). A análise dos dados foi realizada a partir de dois eixos principais (aspectos objetivos / aspectos subjetivos da experiência) com cinco categorias distintas (Medidas laborais implementadas pelo decreto, impacto nas funções profissionais, barreiras nas atividdaes profissionais e elementos facilitadores nas atividades profissionais). Os depoimentos mostram como, independentemente do âmbito da intervenção, as experiências e sentimentos são semelhantes. Esses resultados podem ser um começo que ajuda a identificar elementos que reduzem os riscos ocupacionais causados pelo “novo normal”.

Publicado

2021-08-30