Prevention of Skin Tears in the Dependent Older Person: Contribution of the Humanitude Care Methodology

  • Rosa Cândida Melo Escola Superior de Enfermagem de Coimbra, Unidade Cientifica e Pedagógica de Enfermagem Fundamental, Coimbra, Portugal http://orcid.org/0000-0002-0941-407X
  • Ana Celina Pereira Escola Superior de Enfermagem de Coimbra, Unidade Cientifica e Pedagógica de Enfermagem Fundamental, Coimbra, Portugal
  • Erica Melissa Fernandes Escola Superior de Enfermagem de Coimbra, Unidade Cientifica e Pedagógica de Enfermagem Fundamental, Coimbra, Portugal
  • Neide Vanessa Freitas Escola Superior de Enfermagem de Coimbra, Unidade Cientifica e Pedagógica de Enfermagem Fundamental, Coimbra, Portugal
  • Andreia Sofia Melo Universidade de Coimbra, Faculdade de Ciências e Tecnologias, Departamento de Ciencias da Vida, Coimbra, Portugal
Keywords: Humanitude, nursing care, elderly people, agitation, skin tears

Abstract

Introduction: Aging is characterized by a decline in physical and cognitive functioning, increasing the older person’s vulnerability to dependence. The age factor and the associated physiological skin changes contribute to the occurrence of skin tears. This type of wounds is common in older people and often results from care delivery, hence the importance of caring with Humanitude and avoiding the use of force during interventions.

Objectives: This study aims to identify and analyze the current scientific evidence on the contribution of the Humanitude care methodology toward reducing the agitation and preventing skin tears in dependent older people.

Methods: Integrative literature review of articles published between 2011 and 2016, available in full text and written in Portuguese and English, in the EBSCOhost and Google Scholar databases.

Results: Of a total of 75 articles, five articles were obtained after applying the inclusion and exclusion criteria.

Conclusions: The studies showed that the application of the Humanitude care methodology, by using gentle caring techniques, is particularly effective in dependent older people by reducing their pathological agitation behaviors and opposition to treatment/refusal of care and preventing shearing, friction, and bruising.

Author Biographies

Rosa Cândida Melo, Escola Superior de Enfermagem de Coimbra, Unidade Cientifica e Pedagógica de Enfermagem Fundamental, Coimbra, Portugal

Rosa Cândida Carvalho Pereira de Melo, Doutora em Enfermagem, especialização em Gestão de Unidades de Saúde e Serviços de Enfermagem, na Universidade Católica Portuguesa com o tema “Estratégias promotoras do desenvolvimento de competências relacionais de ajuda: o contributo dos dirigentes”. Mestre em Ciências da Educação, especialização em Pedagogia Universitária pela Universidade de Coimbra Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação.

Professora Adjunta na ESEnfC, na Unidade Cientifica Pedagógica de Enfermagem Fundamental, lecciona as unidades curriculares de Gestão em Enfermagem, Integração à Vida Profissional, Fundamentos de Enfermagem e Opção Cuidar com Humanitude.

Publicou um livro, vários capítulos de livro e artigos científicos em revistas nacionais e internacionais. Realizou várias comunicações a nível nacional e internacional.

Ana Celina Pereira, Escola Superior de Enfermagem de Coimbra, Unidade Cientifica e Pedagógica de Enfermagem Fundamental, Coimbra, Portugal
Enfermeira
Erica Melissa Fernandes, Escola Superior de Enfermagem de Coimbra, Unidade Cientifica e Pedagógica de Enfermagem Fundamental, Coimbra, Portugal
Enfermeira
Neide Vanessa Freitas, Escola Superior de Enfermagem de Coimbra, Unidade Cientifica e Pedagógica de Enfermagem Fundamental, Coimbra, Portugal
Enfermeira

References

Brillhart B. (2005). Pressure sore and skin tear prevention and treatment during a 10-month program. Rehabil Nurs 2005;30(3):85-91.

Delmas C. (2013). Are difficulties in caring for patients with Alzheimer’s disease becoming an opportunity to prescribe well-being with the Gineste-Marescotti® care methodology? IPRIM Institut pour la recherche et l’information sur la méthodologie de soin Gineste-Marescotti®. France. Recuperado de http://www.igm-formation.net/images/stories/pdf/poster_iprim_anglais_2013-eugms.pdf.

Faria, H., Paiva, A. & Marques, P. (2012). A restrição física da mobilidade: Estudo sobre os aspetos ligados à sua utilização com fins terapêuticos. Revista de Enfermagem Referência. 3(6). 7-16. Recuperado de: http://www.scielo.mec.pt/pdf/ref/vserIIIn6/serIIIn6a01.pdf.

Firmino, H., Nogueira, V., Neves, S., & Lagarto, L. (2014). Psicopatologia das pessoas mais velhas. In M.T. Veríssimo (Eds.), Geriatria Fundamental: Saber e prática (1ª ed., pp. 143-157). Lisboa: LIDEL.

Fonseca, E., Penaforte, M., & Martins, M. (2015). Cuidados de higiene – banho: significados e perspetivas dos enfermeiros. Revista de Enfermagem Referência. 5(4). 37-45. Recuperado de http://www.scielo.mec.pt/pdf/ref/vserIVn5/serIVn5a05.pdf.

García-Fernández, FP; Soldevilla-Ágreda, JJ; Pancorbo-Hidalgo, PL; Verdú Soriano, J; López- Casanova, P; Rodríguez-Palma, M. (2014). Clasificación-categorización de las lesiones relacionadas con la dependencia. Serie Documentos Técnicos GNEAUPP nº II. Grupo Nacional para el Estudio y Asesoramiento en Úlceras por Presión y Heridas Crónicas. Logroño.

Gineste, Y. & Pellissier, J. (2008). Humanitude: Cuidar e compreender a velhice. Lisboa, Portugal: Instituto Piaget.

Honda, M., Ito, M., Ishikawa, S., Takebayashi, Y. & Tierney, L. (2016). Reduction of behavioral psychological symptoms of dementia by multimodal comprehensive care for vulnerable geriatric patients in an acute care hospital: A case series. Hindawi Publishing Corporation. doi: 10.1155/2016/4813196.

LeBlanc K, Baranoski S. (2011). Skin tears: state of the science: consensus statements for the prevention, prediction, assessment, and treatment of skin tears. Adv Skin Wound Care. 2011;24(9):2-15.

Organização Mundial de Saúde (2016). Demência. Recuperado de http://www.who.int/mediacentre/factsheets/fs362/es/.

Penaforte, M. (2011). O autocuidado higiene: Conhecimento científico e ritual (Tese de doutoramento). Universidade de Lisboa, Portugal. Recuperado de http://repositorio.ul.pt/bitstream/10451/7342/1/ulsd063588_td_Maria_Penaforte.pdf.

Phaneuf, M. (2010). O envelhecimento perturbado: A doença de Alzheimer, 2.ªed. Loures, Portugal: Lusodidacta.

Pinto, J. & Queirós, P. (2015). Comunicação paradoxal em contexto hospitalar: reflexão sobre as dificuldades comunicacionais entre profissionais de saúde e doentes. E-Boock: VI Congresso Internacional da ASPESM. A Pessoa, a família, a Comunidade e a Saúde Mental, Açores, S. Miguel, p. 116-227.

Ramalho, A. (2005). Manual para redacção de estudos e projetos de revisão sistemática com e sem metanálise: Estrutura funções e utilização na investigação em enfermagem. Coimbra, Portugal: Formasau-Formação e Saúde. ISBN 972-8485-54-9.

Salgueiro, N. (2014). Humanitude: um imperativo do nosso tempo: introdução à metodologia de cuidado Gineste-Marescotti. Coimbra, Portugal: IGM Portugal-Humanidade.

Santana, I. & Duro, D. (2014). Envelhecimento cerebral e demência. In M.T. Veríssimo (Eds.), Geriatria Fundamental: Saber e prática (pp. 178-157). Lisboa, Portugal: LIDEL, 2014.

Santos ÉI, Gomes AMT, Barreto EAS, Ramos RS. (2013). Evidências científicas sobre fatores de risco e sistemas de classificação das skin tears. Rev Enferm Atual In Derme. 2013;64:16-21.

Santos, Érick Igor (2014). Skin tear treatment and prevention by nurses: an integrative literature review. Rev. Gaúcha Enferm. [online]. 2014, vol.35, n.2, pp.142-149. ISSN 1983-1447. http://dx.doi.org/10.1590/1983-1447.2014.02.45178.

Sarroeira, C. (2011). Cuidados de higiene: da tarefa ao cuidado. Uma reflexão, Revista de Enfermagem Referência. 3(4), 119. ISSN 0874.0283

Published
2017-05-31
Section
Life and Healthcare Sciences