Esporotricose Cutânea: A Propósito de um Caso Clínico

Authors

  • Rui Cardoso
  • Fátima Torres Lima
  • Daniela Alexandra Mendes Teixeira

Keywords:

esporotricose, micose, infeção-cutânea

Abstract

A esporotricose é uma infeção crónica da pele e do tecido celular subcutâneo, causada pelo fungo Sporothrix schenkii. É considerada a micose subcutânea mais frequente em Portugal. Para o seu diagnóstico, podemos recorrer ao estudo microbiológico, histopatológico e à prova de hipersensibilidade à esporotriquina. O itraconazol constitui um dos tratamentos disponíveis para esta infeção, devendo ser mantido por um mês, após a cura clínica.

References

- Barros, M. B. L, Schubach, T. P, Coll J., O., Gremião I. D, Wanke, B. & Schubach (2010) A. Esporotricose: a evolução e os desafios de uma epidemia. Rev Panam Salud Publica, 27(6): 455–60.

- Braunwald, E. et al (2013). Medicina Interna de Harrisson. (18ª ed.). Rio de Janeiro: McGrawHill, Artmed Editora.

- Ferreira, C. W. F. et al (2000). Microbiologia. Lisboa: Lidel.

- Mahajan, V. K. et al (2015). Fixed cutaneous sporotrichosis treated with topical amphotericin B in an immune suppressed patient. Medical Mycology Case Reports, Volume 7 (March 2015): 23-25.

- Rodrigo G. F. et al (2007). Infeções e infestações cutâneas. Lisboa: Lidel.

- Strohl, W. A. et al (2004). Microbiologia Ilustrada. São Paulo: Artmed Editora.

Published

2016-02-01

Issue

Section

Articles