Novo paradigma cientifico-tecnológico na sociedade do conhecimento

  • João José de Sousa Franco

Abstract

A partir da evolução científica e tecnológica da sociedade como desafio para a educação, aborda-se os custos da evolução tecnológica como processo irreversível e desejável, com valiosos contributos para o conhecimento, mas com problemas que requerem regulação social. Contando com as vantagens e constrangimentos das novas tecnologias, a Escola e particularmente o Ensino deverão ocupar o lugar central, cabendo aos professores novos papéis, através de uma pedagogia diferenciada capaz de minimizar as desigualdades. No final apresenta-se uma reflexão sobre a utilização e difusão das novas tecnologias no contexto nacional, onde se abordam os factores de ordem económica, tecnológica, social, cultural, geográfico e geracional na utilização das tecnologias na educação ao longo da vida.

References

Amiguinho, A.; Canário, R. (org) (1994). Escolas e mudanças. Lisboa: Educa. ISBN 972-8036-09-4

Comissão das Comunidades Europeias. (2005a.) Mobilizar os recursos intelectuais da Europa: Criar condições para que as universidades dêem o seu pleno contributo para a Estratégia de Lisboa. Bruxelas. (comunicação da comissão, COM(2005) 152 final) Comissão das Comunidades Europeias. (2005b). Acções Comuns para o Crescimento e o Emprego: o Programa Comunitário de Lisboa. Bruxelas. (comunicação da comissão ao Conselho e ao Parlamento Europeu, COM(2005) 330 final)

Delors, J. (1996). Educação: um tesouro a descobrir – Relatório para a UNESCO da Comissão Internacional sobre educação para o século XXI. Rio Tinto: Edições Asa.

Delors, J. (org.).(2005). A educação para o século XXI: questões e perspectivas. Porto Alegre: Artmed. ISBN 85-363-0435-9.

Fernandes, M. (2000). Mudança e inovação na pós-modernidade: perspectivas curriculares. Porto: Porto Editora. ISBN 972-0-34156-4.

Grilo, M. (2002). Desafios da educação: ideia para uma política educativa no século XXI. 2ª ed. Lisboa: Oficina do Livro. ISBN 972-8579-61-6

Osório, R. (2003). Educação permanente e educação de adultos. Lisboa: Instituto Piaget. ISBN 972-771-776-4

Perrenoud, P. (2002). A escola e a aprendizagem da democracia. Porto: Asa.

FACEPA. 1999. Carta dos direitos dos adultos. Consultado a 05/06/2007, em: http://www.direitodeaprender.com.pt/associa03.htm

Published
2016-02-11
Section
Articles