Acção da personalidade na saúde: contributos para a qualidade de vida

  • Maria da Conceição Almeida Martins

Abstract

Eysenk (1950) desenvolveu um modelo estrutural da personalidade, com base em procedimentos estatísticos e no conceito de traço, segundo o qual a pessoa pode ser classificada de acordo com as duas dimensões seguintes: a dimensão neuroticismo/estabilidade e a dimensão extroversão/introversão. Estas dimensões são vulgarmente referidas pelas suas primeiras designações: neuroticismo e extroversão, respectivamente.

O autor definiu também os termos “Tipo” e “traço” como: ”Tipo é um grupo de
traços correlacionados e Traço é um grupo de actos correlacionados do comportamento ou tendência para a acção”.

A partir destes aspectos, Eysenk definiu personalidade como “ a organização mais ou menos estável e persistente do carácter, temperamento, intelecto e físico do indivíduo, que permite o seu ajustamento único ao ambiente que o rodeia” (Eysenk, 1970).

References

ARGYLE, M. ; MARTIN, M. ; CROSSLAND, J. - Happiness as fontion of personality and social encounters. In J.P.Forgas ; J.M. Innes (ed.) - Recents advances in social psychology : an international perspective. North Holland : Elsevier, 1989.

AZEVEDO, M.H.P. - Efeitos psicológicos do trabalho por turnos em mulheres. Coimbra, 1980. Tese doutoramento apresentada à Universidade de Coimbra.

COSTA, P.T. Jr. ; Mc CRAE, R. R. - Neuroticism, somatic complains, and disease : is the break worse than the bite? Journal of personality. 55 (1987) 299-316.

COSTA, P.T. Jr. ; McCRAE, R.R. - Influence of extraversion and neuroticism on subjective well-being : happy and unhappy people. Journal of personality and social psychology. 38:4 (1980) 668-678.

EYSENK, H.J. - Les Dimensionnes de la Personnalité. Paris : Presses Universitaires de France, 1950.

EYSENK, H.J. - The Structure of Human Personality. London : Methuen, 1970.

EYSENK, H.J. - Personality, Stress Arousal and Cognitive Processes in Stress Transactions. In R. W. J. Neufeld (ed.) - Advances in the Investigation of Psychological Stress. New York : Wiley. (1989) 133 – 160.

EYSENK, H.J. ; EYSENK, S.B. - Manual for the Eysenk Personality Inventory. London : University Press, 1964.

JONES, W.H. - The psychology of loneliness. Some personality issues in the study of social support. In I.G. Sarason e B.R. Sarason (eds.) - Social support : Theory, research and application. Dordrecht : Nijhoff, 1985.

LUQUE, O. ; ZURRIAGA, R. - Formación en Psicología Social para non psicólogos. Valencia : N.A. U. llibress, 1995.

THORNE, A. - The press of personality : a study of conversation between introverts and extraverts. Journal of Personality and Social Psychology. 53 (1987) 718-726.

VAZ SERRA, A., PONCINO, E. ; FIDALGO FREITAS, J. - Resultado da aplicação do Eysenk Personality Inventory a uma amostra da população Portuguesa. Psiquiatria Clínica. 1:2 (1980) 127-132.

WILSON, G.D. - Personalidade. In H.J.ESENK ; G.D. Wilson (eds.) - Manual de psicologia humana. Coimbra : Almedina, 1976. (Trabalho original publicado em 1997)

Published
2016-02-15
Section
Articles