Imagem corporal em mulheres adultas vs. meia-idade e idosas praticantes e não praticantes de hidroginástica

  • Simone Valéria Dias Souto Departamento de Ciências do Desporto da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, Vila Real, Portugal.
  • Jefferson da Silva Novaes Programa de Pós-Graduação da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Avenida Pau Brasil, 540 Ilha do Fundão. Rio de Janeiro - 21941-590, Brasil.
  • Maria Dolores Monteiro Departamento de Ciências do Desporto da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, Vila Real, Portugal.
  • Gabriel Rodrigues Neto Programa de Pós-Graduação da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Avenida Pau Brasil, 540 Ilha do Fundão. Rio de Janeiro - 21941-590, Brasil. Universidade Federal da Paraíba, Programa Associado de Pós-Graduação em Educação Física UPE/UFPB - João Pessoa, Paraíba, Brasil.
  • Maria Isabel Mourão Carvalhal Departamento de Ciências do Desporto da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, Vila Real, Portugal.
  • Eduarda Coelho Departamento de Ciências do Desporto da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, Vila Real, Portugal.

Abstract

O objetivo do presente estudo foi comparar a imagem corporal de mulheres adultas vs. meia-idade e idosas praticantes e não praticantes de hidroginástica. A amostra foi constituída por 300 mulheres brasileiras com idades compreendidas entre 20 e 83 anos (48.96 ± 15.41), divididas em quatro grupos: Grupo 1 = 75 mulheres adultas não praticantes com idades entre 20 e 49 anos; Grupo 2 = 75 mulheres de meia-idade e idosas não praticantes com idades entre 50 e 82 anos; Grupo 3 = 75 mulheres de meia-idade e idosas praticantes com idade entre 50 e 83 anos e Grupo 4 = 75 mulheres adultas praticantes com idade entre 20 e 49 anos. O instrumento utilizado para determinar à imagem corporal actual e desejada foi a Escala de Desenhos de Silhuetas descrita por Stunkard. Os resultados demonstram que não houve diferenças significativas com a insatisfação da imagem corporal entre os grupos de mulheres adultas vs. meia-idade e idosas vs. praticantes vs. não praticantes (p>0.05). Entretanto, houve diferenças significativas entre a insatisfação com a imagem corporal actual vs. ideal para todos os grupos do estudo (p<0.05). Conclui-se que a idade e a prática da hidroginástica não são factores determinantes na percepção que as mulheres têm da imagem corporal.

Published
2016-06-24
Section
Original Article