Para poder, enfim, rever as estrelas [A Divina Comédia - Inferno, Teatro O Bando]

Autores

  • Bruno Schiappa Centro de Estudos de Teatro da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa

Resumo

Crítica ao espectáculo A Divina Comédia – Inferno. Texto: Dante Alighieri. Dramaturgia e ence‑ nação: João Brites. Dramatografia: João Brites e Rui Francisco. Cenografia: Rui Francisco. Dramatofonia e música: Jorge Salgueiro. Figurinos e adereços: Clara Bento. Corporalidade e video design: Stephan Jürgens. Assistência de encenação: Diego Borges. Desenho de luz: João Cachulo/Contrapeso. Desenho de som: Sérgio Milhano/Pontozurca. Direcção de fotografia: Alexandre Nobre. Investigação histórica: Susana Mateus. Interpretação: Ana Brandão, Bonifácio, Bruno Bernardo, Carolina Dominguez, Catarina Claro, Cirila Bossuet, Guilherme Noronha, João Grosso, João Neca, José Neves, Juliana Pinho, Lara Matos, Lúcia Maria, Manuel Coelho, Paula Mora, Raul Atalaia, Rita Brito, Rita Gonçalves, Sara Belo, Sara de Castro e Tomás Varela. Criação e produção: Teatro O Bando. Co‑produção Teatro Nacional D. Maria II, Convento São Francisco/Câmara Municipal de Coimbra e Teatro Nacional São João. Local e data de estreia: Teatro Nacional D. Maria II, 11 de Maio de 2017.

Downloads

Publicado

2019-03-19

Como Citar

Schiappa, B. (2019). Para poder, enfim, rever as estrelas [A Divina Comédia - Inferno, Teatro O Bando]. Sinais De Cena, (3), 316–324. Obtido de https://revistas.rcaap.pt/sdc/article/view/17508

Edição

Secção

Passos em volta