Para um questionamento da performance mediada pelos meios tecnológicos

Autores

  • Eunice Gonçalves Duarte Doutoranda na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra

Resumo

No seu artigo "Contra a Ontologia": Making Distinctions between Live and the Mediatized", Philip Auslander, ao discutir sobre o espectáculo contemporâneo, afirma que, apesar das fronteiras entre os eventos "ao vivo" e "mediatizados" estarem a estreitar-se e cada vez mais diluídas, existe ainda uma forte resistência quando os media assumem o papel principal num espectáculo. Auslander aponta o dedo a alguns académicos e teóricos da performance acusando-os de transformar a discussão sobre o "ao vivo" e o "mediatizado" num melodrama, mesmo considerando que um evento ao vivo tem integridade ontológica contra a petrificação e dominação dos media. Ao colocar o discurso num evento ao vivo como um acto de resistência, estes estudiosos estão a declarar guerra à mediação tecnológica da performance. No entanto, segundo Auslander, este ponto de vista é inútil. Por conseguinte, o autor sugere que se abalem os fundamentos das teorias que se opõem aos dois tipos de eventos que antecipam a Ontologia dos Meios de Comunicação Social. Este artigo empreende a discussão iniciada por Auslander, questionando os usos dos media numa performance, centrando-se em como uma gravação vídeo digital de uma performance pode ter uma leitura estética em si, sem comprometer a ideia da integridade artística da obra ou tomando o lugar da obra original.

 

ONTOLOGIA DOS MEDIA / PERFORMANCE DIGITAL / REPRODUÇÃO DE PERFORMANCE / SINAIS DE PEIRCE / INTERPRETAÇÃO

Downloads

Publicado

2021-04-16

Como Citar

Gonçalves Duarte, E. (2021). Para um questionamento da performance mediada pelos meios tecnológicos. Sinais De Cena, (4), 183–199. Obtido de https://revistas.rcaap.pt/sdc/article/view/21941

Edição

Secção

Estudos aplicados