Da urgência de reformular o nada para um mundo pós‑capitalista

Autores

  • Cláudia Galhós Jornalista, crítica e escritora

Resumo

Crítica aos espectáculos Triste in English from Spanish. Concepção, direcção artística e escrita: Sónia Baptista. Co‑criação e interpretação: Ana Libório, Carolina Campos, Cleo Tavares, Joana Levi, Márcia Lança. Espaço cénico: Raquel Melgue. Música original: Sonja. Filme Super‑8: Aya Koretzky. Vídeo: Héloise Màrechal. Desenho de luz: Daniel Worm. Figurinos: Lara Torres. Produção: AADK. Co‑produção: Culturgest. Local e data de estreia: Culturgest, Lisboa, 24 de Novembro de 2017; Documentário. Direcção artística e coreografia: Joclécio Azevedo. Colaboração/cenografia: Paulo Mendes. Colaboração/música: Pedro Tudela. Interpretação: Ana Moreira, Dori Negro, Joclécio Azevedo, Pedro Prazeres, Ana Isabel Castro, Rocio Dominguez. Figurinos: Jordann Santos. Desenho e operação de luz: Miguel Carneiro. Produção executiva: Sofia Reis. Filmagem e edição de vídeos: Sofia Arriscado. Fotografia: Susana Neves. Co‑produção: Teatro Municipal do Porto. Local e data de estreia: Festival DDD – Dias da Dança, Teatro Campo Alegre, Porto, 11 de Maio de 2018.

Downloads

Publicado

2021-04-16

Como Citar

Galhós, C. (2021). Da urgência de reformular o nada para um mundo pós‑capitalista. Sinais De Cena, (4), 287–297. Obtido de https://revistas.rcaap.pt/sdc/article/view/24313

Edição

Secção

Passos em volta