A criação dramatúrgica e a encenação a partir do teatro estático de Fernando Pessoa

Autores

  • Ricardo Boléo Mestre em Teatro pela Escola Superior de Teatro e Cinema do Instituto Politécnico de Lisboa

DOI:

https://doi.org/10.51427/cet.sdc.2021.0006

Palavras-chave:

Teatro Estático, Interioridade, Dramaturgia, Silêncio, Estética Teatral

Resumo

As peças de Fernando Pessoa ou apenas alguns fragmentos destas foram encenadas em Portugal ao longo dos últimos sessenta anos, juntamente com a poesia do autor. Neste ensaio tomamos como exemplo a experiência, em primeira pessoa, da criação dramatúrgica e encenação baseada em textos do drama estático de Fernando Pessoa, a fim de demonstrar que estas peças dão à criação contemporânea uma estética teatral que não é definida pela forma ou categoria literária, mas pelas características que provêm de uma escolha meticulosa das palavras do autor. 

 

DRAMA ESTÁTICO / INTERIORIDADE / DRAMATURGIA / SILÊNCIO / ESTÉTICA TEATRAL

Downloads

Publicado

2021-04-01

Como Citar

Boléo, R. (2021). A criação dramatúrgica e a encenação a partir do teatro estático de Fernando Pessoa. Sinais De Cena, (5), 58–74. https://doi.org/10.51427/cet.sdc.2021.0006

Edição

Secção

Dossiê temático