SUPERVISÃO CLÍNICA EM ENFERMAGEM: UMA ESTRATÉGIA DE FORMAÇÃO

  • Ana Spínola UiIPS | ESSS-IPSantarém, Portugal
  • Aniceta Paz ESSS-IPSantarém, Portugal
  • Maria João Esparteiro UiIPS | ESSS-IPSantarém, Portugal
  • Teresa Coelho UiIPS | ESSS-IPSantarém, Portugal
Palavras-chave: enfermeiros, ensino clínico, estudantes, mapa conceptual, supervisão

Resumo

A supervisão clínica em enfermagem, surge atualmente como uma necessidade dos contextos formativos e da prática. Existem preocupações na adesão aos métodos pedagógicos e processos formativos em ensino clínico. Na formação certificada que tem sido desenvolvida, com enfermeiros de três organizações de saúde da ARSLVT, procurou-se avaliar o processo de supervisão clínica em enfermagem. Como objetivo para este artigo define-se: analisar a conceção da supervisão clínica em enfermagem em 45 enfermeiros, recorrendo à ferramenta pedagógica – mapa concetual.

Da estrutura cognitiva dos enfermeiros emergiram três temas: conceção de supervisão; intervenção em supervisão; avaliação do processo de supervisão. Representou-se as palavras identificadas em mapa conceptual da supervisão clínica em enfermagem. Reconheceu-se esta estratégia como facilitadora do desenvolvimento de competências pelos enfermeiros. Identificou-se a conceção da supervisão clínica dos enfermeiros, relacionada com o pensamento crítico em ensino clínico. A utilização do mapa concetual emerge como estratégia pedagógica promotora da autorreflexão dos enfermeiros/estudantes.

Publicado
2018-12-21