10 anos de Millenium

Fernando Jorge Costa Figueiredo, Maria de Jesus Fonseca

Abstract


O último número de MILLENIUM, recentemente publicado, o N.º 32, anuncia, logo na abertura do respectivo Editorial, que, com o seu lançamento, se “assinala o 10º Aniversário” da revista, bem como, no final, sinaliza as comemorações festivas que estes 10 anos de vida ininterrupta da revista merecem e, sem dúvida, exigem.

Efectivamente, sendo uma publicação periódica, Millenium conseguiu manter, ao longo destes 10 anos de vida, a regularidade e sistematicidade da publicação, o que é feito de grande monta para qualquer publicação periódica, muito mais para uma publicação que se assume como publicação de uma instituição singular de ensino superior politécnico – o Instituto Politécnico de Viseu. Mais espantoso ainda que tenha conseguido ter mantido a edição de todos os seus números, bem como a sua divulgação e distribuição, desde o seu início, a título gratuito para todos quantos dela usufruem.

Dez anos são, pois, muito tempo para uma publicação periódica. Dez anos são ainda mais pesados e mais difíceis para uma publicação periódica de uma única instituição, quando essa publicação continua a manter-se viva e sobrevivente, como é o caso.

 


Full Text:

PDF (Português)

References


· BARDIN, L. (1995). Análise de Conteúdo. Lisboa: Edições 70.

· BOGDAN, R. & BIKLEN, S. (1994). Investigação Qualitativa em Educação. Porto: Porto Editora.

· COHEN, L. & MANION, L. (1990). Métodos de Investigación Educativa. Madrid: Editorial La Muralla.

· FONTANA, A. & FREY, J. (1994). Interviewing – The Art of Science. In N. Denzin & Y. Lincoln (Edt.s). Handbook of Qualitative Research (pp. 361-375). Thousand Oaks: Sage Publications.

· MORSE, J. (1994). Designing Funded Qualitative Research. In N. Denzin & Y. Lincoln (Edt.s). Handbook of Qualitative Research (pp. 220-235). Thousand Oaks: Sage Publications.

· POLISTÉCNICA (2005). Nota de Abertura. Polistécnica, 9, 3.


Refbacks

  • There are currently no refbacks.