Portugal peninsular e os desafios regionais

  • Sérgio Claudino

Resumo

Num continente sem rupturas físicas marcantes e assinalável unidade humana, as delimitações regionais portuguesas, surgidas na Idade Média, têmum carácter marcadamente corográfico. Nas suas designações, as comarcas, depoisprovíncias, reflectem mais o olhar de quem vê o país a partir do seu centro políticodo que identidades assumidas pelas populações. No século XIX, sucumbem rapidamente aos distritos, construídos sobre municípios que os liberais reformam e viabilizam. Estimuladas pelo sempre decisivo poder central, as recentes tentativas dereconstrução do mapa regional, em renovada corografia, reflectem a necessidade devalorizar a escala supra-concelhia, num processo de associativismo municipal quese tenderá a aprofundar e em cujo desenvolvimento reconhecemos novas leituras dageografia regional.
Secção
Artigos