Injustiças socioespaciais e Covid-19 em Recife (Brasil)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18055/Finis20290

Resumo

Este ensaio reflete sobre a atual crise pandémica da COVID-19 procurando problematizá-la a partir das desigualdades sociais na cidade do Recife, na região Nordeste do Brasil. O método é analítico-reflexivo a partir da espacialização da COVID-19, tendo como suporte teórico o desenvolvimento geográfico desigual no seio das sociedades capitalistas. Chamamos à atenção para as desiguais suscetibilidades sociais e condições de resposta à crise pandémica por parte da população, as quais se ligam às injustiças presentes e (re)produzidas na cidade.

Downloads

Publicado

2020-11-11